Paladar

Degustação: Freigeist Bierkultur e The Monarchy (Alemanha)

Degustação: Freigeist Bierkultur e The Monarchy (Alemanha)

27 março 2015 | 18:40 por Raphael Rodrigues

FOTOS: Raphael Rodrigues/All Beers

Como anunciamos aqui no All Beers, a cervejaria alemã Freigeist Bierkultur chegou no Brasil via importadora HNB/Wine.

Na última semana, Sebastian Sauer, proprietário da Freigeist esteve no Brewdog Bar São Paulo para uma degustação orientada com a imprensa e o All Beers estava lá para registrar tudo.

Não parece que estamos bebendo cervejas alemãs“, alguém na mesa comentou.
Exatamente isso, a nova escola alemã de cervejas pega toda a cultura cervejeira germânica e adiciona criatividade nela, isso é a Freigeist. 

Sebastian Sauer (Freigeist), Diego Cartier (HNB/Wine) e André Santiago (Brewdog Bar SP)

Foram quatro rótulos degustados da Freigeist e dois da The Monarchy, outra cervejaria do Sebastian.
Vamos as degustações:

Freigeist Pimock
Uma Hefeweizen com 5,3% de teor alcoólico e que usa levedura de Kölsch.
Caramelo na cor, creme claro, corpo leve, especiarias e leve adocicado que permanece no aftertaste. Boa drinkability.

Freigeist Geisterzug Gose
Uma Gose com 5,2% de teor alcoólico e que leva galhos de Pinho em sua receita.
Amarela clara na coloração, muito temperada, salgada, acidez presente e corpo médio. Muito boa, uma das melhores da noite!

Freigeist Abraxxxas
Uma Smoked Sour com 6% de teor alcoólico.
A combinação perfeita entre acidez e defumado! Corpo leve, maça, o defumado aparece no aroma e na boca, mas nada muito extremo, fácil de beber. Muito boa!

Freigeist Salzspeicher
Uma Cherry Sour Porter com 6% de teor alcoólico.
Escura no visual, corpo leve, seca, frutada e novamente, muito fácil de beber. Equilibrada e que desperta a vontade do próximo gole!

The Monarchy Methusalem (foto acima)
Uma típica Dortmunder Altbier, também conhecida como Adambier, com 10% de teor alcoólico.
Corpo médio, álcool muito bem inserido, leve defumado, acidez mediana e final levemente adocicado. Um leve aquecimento na garganta é perceptível. Boa!

The Monarchy Methusalem Johannisburger
Uma fruit beer com a mesma base da Methusalem mas com adição de suco de groselha vermelha e preta.
Frutada, seca, mais ácida que a versão degustada anteriormente, muito boa!

Resumindo, todas cervejas muito bem executadas, diferentes e bem equilibradas. A nova escola alemã de cervejas é muito interessante e merece ser degustada! Que venham todos os rótulos da Freigeist e The Monarchy para o Brasil!

Tags: