Paladar

As divindades femininas e a coquetelaria

Balcão do Giba

Drinques para fazer em casa

As divindades femininas e a coquetelaria

A bartender Stephanie Marinkòvic, do Espaço 13 acaba de lançar sua nova carta de coquetéis. O balcão provou e conta o que mais gostou

26 de novembro de 2021 | 15h16 por Gilberto Amendola

A mixologista e head bartender do Espaço 13 Stephanie Marinkòvic acaba de lançar sua nova carta de coquetéis. Desta vez, o tema é a “Divina Ancestralidade”, um estudo sobre mitologias e divindades traduzido em sabores e sensações.

O mergulho de Stephanie na temática é pra valer. Os coquetéis conseguem trazer a personalidade das suas homenageadas, as divindades femininas. Ou seja, ou beber um drinque de cachaça com caramelo de gengibre, você é vai dizer: “Claro, isso só pode ser Iemanjá”.

Da minha vista, destaco a Bastet. Na mitologia egípcia antiga, Bastet era uma deusa que representava a fertilidade. A releitura de Stephanie sobre o mito leva single malt, uísque escocês, caramelo salgado de goiaba e maracujá.

Foto: Bia Rifonas

Leve, mas cheio de complexidade é a Héstia – deusa protetora dos lares, das cidades e das famílias. O coquetel leva gim, bitter italiano, licor de vermute de goiaba, e vinho jerez (finalizado com uma folha crocante).

Esse colunista, que não é um apaixonado por vodca, rendeu-se a outras duas deusas: Maia (drinque de vodca com maceração de café catucaí amarelo) e a Pachamama (que leva vodca, licor de avelã e matcha em pó).

Foto: Bia Rifonas

Para encerrar a noite, a dica é uma deusa mais encorpada. Fui de Lilith – que leva uísque escocês com nozes tostadas, caramelo de licor 43, Angostura bitters, finalizado com praliné de nozes – também conhecido como pé de moleque.

Foto: Bia Rifonas

Atrás da barra, Stephanie conta com a colaboração do bartender Cláudio Galicia, participante da primeira edição do reality Bar Aberto. Os drinques custam de R$ 25 a R$ 40.

O Espaço 13 fica na Rua 13 de Maio, 798, Bela Vista.

Gran Bar Bernacca

O recém-aberto Gran Bar Bernacca é o bar de drinques, vinhos e petiscos do restaurante italiano Bottega Bernacca. A carta é uma parceria dos bartenderes Fabio La Pietra e Thatta Kimura – com execução afiada de Ana Gumieri e Juan Cesar.

Foto: Rubens Kato

Entre os coquetéis da casa, destaco o Watermelon Negroni (gim, Ramazzotti Rosato, Campari, vermute branco e melancia). Para turma de dos drinques mais amargos, a pedida é o Corn & Cane (cachaça envelhecida, bourbon, vermute com cumaru e licor bizantino).

Foto: Rubens Kato

Também recomendo o Alkermes Sour, com vermute, alkermes, mix cítricos e bitter (ótimo meio termo entre o Watermelon Negroni e o Corn & Cake).

O Gran Bar fica na Rua Amauri, 244, Itaim Bibi.

Reabriu: Mundibar

Depois de permanecer fechado durante o auge da pandemia da covid-19, o Mundibar reabre nesta sexta-feira, dia 26. A proposta da casa é levar o consumidor para uma viagem etílica ao redor do mundo (com direito a passaporte). O Mundibar fica na Rua Itapicuru, 828 – Perdizes.

Abriu: Nu i Cru

Nesta sexta-feira, dia 26, vai rolar a inauguração do Nu I Cru, bar de coquetelaria “irmão” do Picco (que fica em Pinheiros). O Nu I Cru fica na Casa das Caldeiras (Francisco Matarazzo, 2.000). Na abertura, apresentações dos Djs EB, Mary e DJ Hum. Obrigatório apresentar comprovante de vacinação para entrar na Casa das Caldeiras.

Notícias do universo da coquetelaria

Shot 1. Depois de consolidar o seu gim, a Atlantis Spirits acaba de lançar  uma vodca orgânica e sustentável. Ela é fabricada no interior de São Paulo com álcool de cereais orgânicos – com a supervisão do master distiller César Griffo.  O preço sugerido é de R$ 79,90.
Shot 2. A Diageo está lançando a campanha “Saiba quando parar” (Know When to Stop). A reflexão é provocada por uma série de seis animações digitais que trazem exemplos de exageros em situações como comer, beber, usar o celular, assistir TV, decorar a casa e trabalhar. As peças foram criadas pela ilustradora Cari Vander Yach. A campanha também estimula a visita ao site DRINKiQ um portal sobre consumo responsável, no qual é possível testar os conhecimentos sobre os efeitos do álcool no organismo.
Shot 3. Entre os dias 7 e 12 de dezembro, 30 bares de São Paulo participam da Cosmo Week ação, organizada pela Cointreau, que promove o coquetel Cosmopolitan  e a criação de versões autorais da receita clássica. Além disso, os estabelecimentos oferecerão Double Drink – compre o 1º e ganhe o segundo – de todas as opções do drink.  As informações sobre a ação e a lista dos bares participantes podem ser encontradas no site www.cosmoweek.com.br
Shot 4. Na segunda-feira, 29, o Bar do Cofre recebe a festa de lançamento do Johnnie Walker La Casa de Papel.

Shot 5. A destilaria Noi está lançando o seu O ION London Dry Gin. O blend leva zimbro, cardamomo, coentro, lavanda, angélica, lírio-fiorentino, capim-limão, folha de limão kaffir e cascas de cítricos. Com teor alcoólico de 42%, ele  já está disponível em garrafas de 750 ml, nas casas Noi Gastronomia. O público que estiver no Mondial de la Bière 2021, que acontece na Marina da Glória, de 02 até 05 de dezembro, também encontrará o ION que terá um estande próprio.

Shot 6. Tônica Antarctica  lança uma edição limitada sabor hibisco. Ela chega em lata de 269 ml e pode ser encontrada nos principais pontos de venda de São Paulo e Rio de Janeiro – Grupo Pão de Açúcar, St. Marche, Zona Sul e Prezunic.

Shot 7. Acaba de chegar ao mercado nacional o blended uísque Cutty Sark Prohibition. Com graduação alcoólica de 50%,  esse uísque NÃO é filtrado a frio (o que é um importante diferencial – já que a filtragem a frio, embora melhore a estética do líquido,  também pode remover parte da complexidade da bebida). Chama atenção o custo benefício do produto. O preço sugerido é de R$ 125.

Shot 8. A Smirnoff Infusions chega ao mercado brasileiro nos sabores Maracuja & Jasmim e Melância e Hortelã. As duas são versõs da vodca Smirnoff com infusão de frutas e botânicos. O consumo sugerido é bastante simples: tônica e gelo.

Shot 9. A Campari promove a terceira fase de Red Passion, campanha que se iniciou no primeiro semestre do ano com o objetivo de inspirar o público a buscar suas paixões vermelhas. A ação, que nas suas duas primeiras fases contou com manifestações artísticas e com a narrativa dos embaixadores Caio Castro, Henrique Fogaça, Mahmundi e Dudu Bertolini, enaltece os feitos do bartender em sua fase final.  Nesta sexta, dia 26, às 18h, acontece um bate-papo sobre coquetelaria no Instagram do Fogaça (@henrique_fogaça74).

Shot 9. A Campari também irá sustentar a terceira fase de Red Passion através do seu Instagram, @camparibrasil, que vai apresentar depoimentos de bartenders, como Gui Ferrari, Mauro Melo e Alice Guedes, contando sobre paixões, harmonização e coquetelaria. Também estão previstas ativações no Pinterest.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?