Paladar

Compromisso etílico para um futuro próximo: descobrir o ‘Iscondido’ bar

Balcão do Giba

Drinques para fazer em casa

Compromisso etílico para um futuro próximo: descobrir o ‘Iscondido’ bar

Para entrar na nova casa em Pinheiros comandado pelo bartander Carlos Franco (ex-Guilhotina), vai precisar de uma senha

16 de abril de 2021 | 14h00 por Gilberto Amendola

Olá, amigos.

Espero encontrá-los bem.

Seguimos aqui com nosso cantinho do respiro, nosso balcão de desejos para quando a pandemia der um refresco.

Que a vacina chegue logo aos nossos braços e que a gente possa brindar outra vez.

No Balcão de hoje, vamos falar do Iscondido, nova casa no bairro de Pinheiros – que chegou a abrir por alguns dias no início do ano, mas prepara sua inauguração oficial para quando os bares estiverem autorizados a reabrir.

O Iscondido bar foi idealizado por André Ceciliato (Casa 92, A Marcenaria e outros) e Andrew Mittendorfer (especialista em branding e soluções digitais). O espaço aberto (pet são bem-vindos) é um diferencial da casa. Ao ar livre, sofás, mesas de piquenique compõe o ambiente.

Ambiente novo Iscondido bar. Foto: Carlos Franco

Para entrar no Iscondido (quando isso for possível), o interessado vai precisar de uma senha. Ou seja, só quem tiver uma senha, que poderá ser descoberta nos stories ou pelo direct do bar (@iscondido.bar), terá acesso à casa.

Mas vamos ao nosso ponto: a coquetelaria.

O head bartender do Iscondido é o Carlos Franco (ex-Guilhotina e Utopia – que infelizmente não resistiu à pandemia). Com ele, o Iscondido aposta em uma coquetelaria criativa, com opções moleculares, clarificadas e carbonatadas. “Estou trabalhando com foco na variedade de sabores e experiências”, antecipou Franco.

A carta vai contar com 22 coquetéis. O próprio Franco é que destaca duas das sua criações: o Tropicaliente e o Cereal Killer.

O Tropicaliente leva um cordial de marga, maracujá, tangerina e yuzu, blend de rum, tintura de pimenta jiquitaia e uma borrifada de cachaça de umburana.

Tropicaliente. Foto: Carlos Franco.

Já o Cereal Killer é um drinque clarificado que leva bourbon, xarope de mel de laranjeira, limão-siciliano, cereal corn fleaks e finalização com uma crosta de Fruit Loops.

Cereal Killer. Foto: Carlos Franco.

Todos os coquetéis autorais custam R$ 35. A gim tônica e o Aperol Spritz saem por R$ 28.

A cozinha fica por conta  de Dani Coelho. Aqui, a aposta é a porção de pão de queijo frito.

O Iscondido Fica na Rua Lisboa, 449, Pinheiros.

 

No Instagram

O melhor lugar para procurar o seu bar preferido é o Instagram. Você pode até fazer o seu pedido de delivery pela própria rede social. Aqui, alguns endereços: @siplovers, @topcktls, @staffcocktails,  @sylvesterbarsp,  @guaritabar,  @barbocadeouro, @koya88, @caledoniawhiskyco,  @quimerasandwichco,  @o.picco, @belle_epoquesp, @molotovbrsp,  @eugeniacafebar,  @pineapplebarsp, @ao.rego, @lejazzbrasserie,  @barastor,  @frankbarsp, @locale.caffe,  @cafehotelespressobar, @banqueta.bar, @citrino.bar, @50vintecinco,  @aptkspirits e @bitterandco.

Café Hotel Espresso Bar

Para quem está com saudade de “sextar”, o Café Hotel Espresso Bar organizou uma live com música e drinques para essa sexta-feira. A ideia é que os clientes possam aproveitar os coquetéis da casa acompanhando a live do DJ Doctor C. A live acontece nesta sexta-feira, às 20h,  pelo Instagram do bar (@cafehotelespressobar). Claro, a transmissão é aberta, mas para se transportar para aquele tempo em que a gente podia aproveitar uma noite de sexta-feira, o ideal é pedir o kit com 4 coquetéis clássicos (negroni, dry martini, old fashioned e o cosmopolitan). Os drinques são preparados por Carina Salazar e Francis Originale. O kit sai por R$120 + frete. Os pedidos podem ser feitos antes e durante a live pelo WhatsApp: (11)98698-2037.

Jack Fire

A Jack Daniel’s está lançando o seu primeiro drinque oficial com Jack Fire (uísque com sabor de canela), o Jack Fire & Ginger. A receita é muito fácil de reproduzir em casa:

– Encha um copo alto com gelo
– Coloque 50 ml de Jack Fire
– Complete com 150 ml de ginger ale
– Enfeite com uma fatia de laranja

Campari Cask Tales

Acaba de chegar uma nova edição do Campari Cask Tales. Trata-se de uma edição limitada de um Campari que passa por um processo de produção diferenciado. O Cask Tales é estocado em barris de carvalho (utilizados para a produção de bourbons). O resultado é um Campari mais suave e frutado. O Campari Cask Tales pode ser comprado no site do Pão de Açúcar.

APTK e Badauí

A parceria entre a APTK e Fernando Badauí, vocalista da banda CPM 22 e sócio do Cão Véio, resultou no “Procurado”, um rótulo exclusivo para o negroni clássico .  O lançamento é dedicado aos fãs da banda e do cantor. Os primeiros 200 compradores levam a garrafa (375 ml) autografada pelo próprio Badauí. O Negroni Procurado estará disponível para venda pelo valor de R$ 110 (a partir do dia 20). As compras devem ser feitas via e-commerce da APTK Spirits, com entrega disponível para todo Brasil (www.aptkspirits.com).

Perrier e Murakami

Se tem uma coisa que tem tudo a ver com coquetelaria é água. Aliás, não esqueça de beber água entre um drinque e outro. Mas a conversa aqui é o lançamento da edição especial da Perrier (marca icônica de água mineral gaseificada) com  uma garrafa inspirada pela obra de um dos artistas mais relevantes da atualidade, o Takashi Murakami.

Save the night

A Jägermeister continua com o projeto “Ode à vida noturna”, uma iniciativa global de apoio aos músicos e artistas de uma forma geral que vivem e trabalham na noite (e que, claro, foram atingidos de forma pesada pela pandemia da covid-19). Quem quiser colaborar com #savethenight pode compartilhar e fazer contribuições às perfomances no site www.save-the-night.com.

Bacardi Legacy

A final global do 12º Bacardi Legacy, promovido pelo Grupo Bacardi, será retomada em junho de 2021, com transmissão ao vivo e em formato totalmente digital. Representando o Brasil, o finalista é o bartender Mário de Oliveira, de São Paulo (@granmario).

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?

Mais lidas