Paladar

Coquetéis para dias de chuva (e para quando você ficar preso em casa)

Balcão do Giba

Drinques para fazer em casa

Coquetéis para dias de chuva (e para quando você ficar preso em casa)

Confira sete receitas de drinques clássicos para vocês fazer em casa, além de novidades do mundo da coquetelaria

14 de fevereiro de 2020 | 15h30 por Gilberto Amendola

“Chove lá fora e aqui…”

A chuva passou.

Mas, por conta do aguaceiro, não conseguimos gravar o primeiro vídeo do ano. Ficou para a próxima semana (se o mundo não desabar de novo).

Ainda assim, a chuva inspirou esse post: coquetéis para os dias de chuva.

Negroni. FOTO: Leah Nash/NYT

Primeiro, não é qualquer dia de chuva. Tem que ser um dia de chuva que inviabilize você sair de casa e encontrar um bar decente (como a que caiu na madrugada da última segunda-feira). Tem que ser uma chuva para quem vai ficar em casa – e quer beber. Então, recuperei os primeiros vídeos desse balcão. Vergonha…

Então, bora lá.

Vamos manter a coisa simples. Para brincar você vai precisar de gelo, laranja, limão-siciliano e taiti

Que bebidas você tem em casa? Um bar bem básico tem: gim, vermute tinto, Campari, bourbon, cachaça, Cynar e angostura. Não esqueça, tenha sempre uma tônica também.

No primeiro vídeo gravado para esse blog, me meti a fazer negroni, americano e milano-torino de uma só tacada. Ah, bem, gim tônica também…

Se eu pudesse tirava o gim tônica do vídeo. Nada contra o coquetel. É o pior preparo que você vai ver na vida (não precisa mexer tanto quanto eu mexi). Mas vai lá, todos são fáceis de fazer em casa (e eu era jovem demais, rsrs).

 

Receitas do vídeo

Gim Tônica
50 ml de gim
Completa com tônica
Casquinha de limão-siciliano

Milano-Torino
45 ml de vermute tinto
45 ml de Campari
Casquinha ou rodela de laranja

Americano
30 ml de vermute tinto
30 ml de Campari
Completa com água com gás ou Club Soda
Casquinha ou rodela de laranja

Negroni
30 ml de gim
30 ml de vermute tinto
30 ml de Campari
Casquinha de laranja

Como passar vergonha é uma mania, nesse segundo vídeo estou eu lá de novo mostrando o que fazer com (pouco) talento. No vídeo abaixo tem receitas de boulevardier e manhattan.

 

Receitas do vídeo

Boulevardier
30 ml de uísque bourbon
30 ml de vermute tinto
30 ml de Campari
Casquinha de laranja

Manhattan
60 ml de uísque bourbon
30 ml de vermute tinto
2 dashes de bitter aromático Angostura
Cereja ou não (você que sabe)

Por fim, vamos de rabo de galo. Uma delícia de coquetel para dias de chuva. Fácil de fazer, difícil de errar (claro, que você vai encontrar versões bem especiais em muitos bares de São Paulo).

 

Aqui uma das centenas de receitas do rabo de galo:
50 ml de cachaça
25 ml de vermute tinto
25 ml de Cynar
Casquinha de limão taiti (limão normal, rsrsrs)

Não quer passar a vergonha que eu passei? Hoje, no mercado existem uma série de drinques pré-prontos – já encontrei negronis, rabos de galo, dry martinis e gim tônicas (sobre gim tônicas vamos falar mais na semana que vem. Vai rolar uma matéria especial no Sextou). Se for de pré-pronto, escolha sua marca preferida e seja feliz.

 

Notícias do mundo da coquetelaria 

Shot 1 – Acertada a decisão da organização do Bacardí Legacy em transferir a final brasileira de uma das principais competições da coquetelaria. A final iria ocorrer no último dia 10 (o fatídico dia em que a cidade parou), mas foi remanejada para a próxima segunda-feira, 17, às 19h, no bar Moritô (Rua Soares de Barros, 16, Itaim Bibi).

 

 

Shot 2 – Depois do Bacardí Legacy, alguns dos participantes devem colar no Praia Bar – para um guest animado. A previsão é que comece às 21h. O Praia fica na  Av. Brig. Faria Lima, 272, Pinheiros.

 

Shot 3 – Outro acerto foi o da organização do World Class Studios, evento que abre o calendário do World Class 2020 em São Paulo. Originalmente marcado para o dia 10, ele foi transferido para a próxima segunda-feira, 17, das 13h às 18h, no Low BBQ (Rua dos Pinheiros, 1235). O evento inclui masterclasses com Kennedy Nascimento sobre rótulos como Johnnie Walker e Tanqueray.

 

Shot 4 – Tem guest na segunda também! No Sylvester Bar, Frajola vai receber Rafael Welbert. O Sylvester fica na Rua Maria Carolina 745, Jardins.

 

Shot 5 – Nesse sábado, dia 15, vai rolar o bloco carnavalesco ‘Passaram a Mão na Pompeia’, a partir do meio-dia (Rua Ministro Ferreira Alves). O bloco está aqui nesse balcão porque lá estará à venda tanto o negroni quanto a gim tônica de latinha do Bitter & Co.

 

Shot 6 – Para quem quiser entrar no universo da coquetelaria, uma dica é o curso de mixologia ministrado por Marco De La Roche, diretor de educação do Bar Convent SP, editor-chefe do Mixology News  e diretor da agência de consultoria Drink.Lab. As datas das novas turmas: 30 e 31 de março e 1 e 2 de abril. Para inscrição e mais informações mande um e-mail para contato@drinklab.com.br.

 

Shot 7 – A partir do dia 18 de fevereiro, o Caulí Bar servirá o drinque Alalaô (com catuaba, xarope de hibisco, limão-siciliano e shrub de maracujá), criado pelo bartender Sylas RochaJá o Mule Mule Muleria oferece o Ziriguidum (preparado com cachaça infusionada com melancia, ginger beer, limão tahiti e espuma de catuaba), que já está disponível desde o dia 4 de fevereiro. O Mule Mule funcionará normalmente durante o feriado e o Fast drinque (janela que atende o publico pedestre), venderá  moscow mule, chope, caipirinha, frozen e o próprio Ziriguidum. O Caulí fica na Rua Joaquim Antunes, 248, Jardim Paulistano. O Mule Mule Muleria é na Rua Aspicuelta, 459, Vila Madalena.

 

Shot 8 –  O curso Whisky Experience, do Mestre dos Destilados,  promete ensinar o passo a passo para fabricar seu próprio Whisky Single Malt em casa, de maneira simples, rápida e profissional. O curso é 100% online, ministrado por Leandro Dias,  custa  R$ 397. Para mais informações, basta acessar o site: https://mestredosdestilados.com.br/whisky-experience/

 

Shot 9 – Não vai ter pré, nem carnaval no Apothek. O bar vai ficar fechado até o fim de fevereiro – mas promete reabrir em março com novidade.

 

 

 

Tags:

Ficou com água na boca?