Paladar

Gosta de coquetéis refrescantes? Aprenda com bartenders receitas fáceis de fazer em casa

Balcão do Giba

Drinques para fazer em casa

Gosta de coquetéis refrescantes? Aprenda com bartenders receitas fáceis de fazer em casa

Veja seleção de receitas de profissionais da cidade; lançamentos, ações de solidariedade e, claro, delivery dos melhores coquetéis da cidade

24 de abril de 2020 | 16h29 por Gilberto Amendola

Olá, amigos e amigas do Balcão.

Todos bem?

Vamos continuar firmes no propósito de manter a cultura e a economia do mundo da coquetelaria vivas.

Na edição de hoje, mais receitas refrescantes indicadas por bartenders da cidade para fazer em casa.; uma entrevista com o advogado João Paulo de Souza Carvalho; além de novos lançamentos, ações de solidariedade e, claro, delivery!

 

Café Limado, por Renata Adoración (Fitó)

Receita Café Limado:
1 xícara (50 ml) de café já adoçado a gosto
Suco de uma lima da pérsia
Tônica
> Em um copo alto com bastante gelo coloque o café e o suco, mexa bem e complete com tônica. Corte 1 pedaço de lima à francesa, esprema por cima e use-a como guarnição.

 

Conde, por Fatinha Afonso (Lupe)

Receita Conde: 
25 ml suco de limão ou bergamota
50 ml gim London Dry
Casca de limão ou bergamota para finalizar
15 ml xarope de chá Earl Grey (3 sachês de chá, 250 ml água, 500g açúcar)
> Para o xarope de Earl Grey, esquente a água e infusione o chá por 10 minutos. Passe o líquido para uma caneca e adicione o açúcar. Mexer até dissolver totalmente. Coloque todos ingredientes em uma coqueteleira com gelo. Bata e serve preferencialmente em copo baixo. Para os que gostam de algo ainda mais refrescante, a dica é montar o drinque direto no copo longo cheio gelo. Complete com  tônica e um ramo de alecrim.

 

Garibaldi, por Luiz Mascella (Regô)

50 ml de Campari
200 ml de suco de laranja fresco.
> Bata todos os ingredientes em uma coqueteleira com gelo. Depois, coe para um copo longo com gelo.

Entrevista – João Paulo de Souza Carvalho

Advogado especializado em direito societário, civil e administrativo e sócio do escritório MSMV Advogados

Com o isolamento social por conta dos  efeitos da covid-19, o setor de bares e restaurantes tem sido muito prejudicado. O escritório de advocacia MSMV Advogados é especializado em bares e restaurantes e possui mais de 60 clientes do setor. Por email, o blog conversou com o advogado João Paulo de Souza Carvalho para tirar algumas dúvidas sobre o tema. A seguir:

O que os bares estão fazendo e podem fazer para manter os empregos de seus colaboradores?

Os estabelecimentos estão adotando as medidas provisórias editadas pelo Governo e determinações do Sindicato. Nesse momento, tais medidas são extremamente importantes, pois foram editadas justamente pensando na preservação dos postos de trabalho, ou seja, garantindo que passado esse período, o funcionário terá um lugar para retornar. Durante esse período, preocupados em manter os colaboradores, muitos estabelecimentos priorizaram o pagamento da folha, suspendendo serviços terceirizados e alguns pagamentos de fornecedores/ prestadores. A adoção dessas medidas e o diálogo franco com os colaboradores são os meios de se manter a equipe consciência das dificuldades enfrentadas pelo empregador.

Como tem sido negociada a redução de salários (visto que o salário em carteira costuma ser baixo – completado pela taxa de serviço ou caixinhas).

A redução de salário e a suspensão do contrato de trabalho, ambas autorizada pela Medida Provisória nº 936, afetam diretamente o valor recebido pelo funcionário, visto que, ambas as medidas falam em manutenção da renda, e não do salário ou remuneração. Com os estabelecimentos fechados ou funcionando de forma parcial (delivery) não é possível garantir o pagamento de gorjetas, valor significativo, que sempre atraiu os interessados pelos cargos, principalmente os garçons.

Eventuais reduções tem um limite de valor e tempo? A suspensão de pagamentos e aplicável em toda a cadeia de fornecedores, funcionários e etc.?

A Medida Provisória nº 936, estabelece que a redução de salário / jornada pode ser aplicada pelo prazo de 90 dias, podendo ser aplicadas a todos os funcionários. O acordo poderá ser feito de forma individual ou coletiva, de acordo com a renda auferida pelo colaborador:

Grupo 1 – funcionários que recebem até três salários mínimos (R$ 3.117) – Nesse caso estão autorizadas reduções de jornada e salário de 25%, 50% ou 70% por meio de acordo individual. O benefício será pago pelo governo com base em uma proporção do valor do seguro-desemprego equivalente ao percentual da redução. O seguro-desemprego varia de R$ 1.045 a R$ 1.813,03.

Grupo 2 – funcionários com renda mensal entre R$ 3.117 e R$ 12.202 – A jornada e rendimentos podem ser reduzidos em até 25% por acordo individual. Para redução de 50% ou 70% é preciso acordo coletivo.

Para quem ganha mais de R$ 12.202 por mês, também há o acesso ao benefício e pode-se firmar um acordo individual, se o empregado tiver diploma de ensino superior.

Importante pontuar que, os estabelecimentos que estão paralisados totalmente, em sua grande maioria, irão adotar a suspensão do contrato de trabalho. Tal medida tem o prazo máximo de 60 dias, sendo que, empresas com receita bruta anual menor que R$ 4,8 milhões, o valor do seguro-desemprego será pago integralmente ao trabalhador. Já empresas com receita bruta anual acima de R$ 4,8 milhões deverão manter o pagamento de 30% da remuneração dos empregados, que também receberão o benefício emergencial, no valor de 70% do benefício.

A suspensão de pagamentos não se aplica para fornecedores, mas a grande maioria foi afetada pela ausência de recursos nos estabelecimentos. A grande maioria dos contratos com fornecedores não essenciais foram suspensos ou rescindidos, já os essenciais foram mantidos com a redução de valores ou alteração no prazo e forma de pagamento.

Novos contratos estão sendo firmados para os funcionários que estão atuando no delivery (opção adotada por muitos restaurantes)?

Poucos estabelecimentos realizaram novas contratações, a grande maioria remanejou os próprios funcionários que estavam ociosos, mantendo os contratos da forma que foram celebrados, sem qualquer redução. Em alguns casos foi aplicada a redução da jornada de trabalho, dependendo do perfil do estabelecimento e horário de funcionamento do delivery.

Vamos a um exercício de imaginação. Quando a pandemia acabar, quais as readequações os bares e restaurantes podem ser obrigados a realizar?

Acreditamos que, mesmo após a autorização de retorno das atividades, os bares e restaurantes irão operar por um bom tempo com equipe reduzida, uma vez que as regras de distanciamento social, aliadas ao receio natural dos clientes, impactara diretamente na redução do faturamento e quadro de funcionários. Os empresários precisam estar preparados, pois precisarão “enxugar” o custo operacional para sobreviver até que os clientes voltem a frequentar e consumir nos estabelecimentos como antes da pandemia.

 

Lançamentos

Atlantis Gin
Impulsionados pelo crescimento do mercado de gim, Bruno Siqueira, Lucas Albuquerque e Leandro Faria lançam o Atlantis Gin. Na contramão das grandes marcas e criações nacionais, o trio detectou um espaço no mercado para criar uma marca de preço mais baixo. Eles prometem ser a “havaianas do gim.” O Atlantis chega ao ponto de venda por R$ 74,90.

Véia de Havana
A cervejaria Avós lançou uma “daiquiri sour lager”, inspirada no daiquiri. A sour lager com zest de limão passou por  barrica de carvalho com rum Havana Club 3 anos. Além da cervejaria Avós, o projeto é uma parceria com o site Difford’s Guide Brasil.

Middas
Conhecida como a única cachaça com flocos de ouro do mundo, a Middas acaba de lançar o quarto lote de sua Middas Reserva dos Proprietários.  Na compra de uma garrafa, o cliente irá ganhar o e-book “100 caipirinhas para fazer em casa”. O preço sugerido da garrafa é de R$437. Interessados devem acessa o site: www.middascachaca.com.br

 

Ações de solidariedade

Coquetelaria em vertigem
O coletivo Ada Coleman, formado por mulheres bartenders residentes de São Paulo, tem como primeiro objetivo, ajudar 15 mulheres com um pagamento de 1 salário mínimo (atualmente R$1.045).  Esse valor será arrecadado por meio de um crowdfunding. A meta é arrecadar R$ 17.700 (15 salários mínimos e mais as taxas da plataforma de benfeitoria). Para participar e colaborar, entre no site benfeitoria.com/coletivoadacoleman.

Como retorno, o Grupo Tokyo cedeu o espaço e DJs para a realização de uma festa sunset, na varanda do prédio (Tokyo), assim que a pandemia passar. Na festa, as bartenders vão bater coqueteleiras, girar bailarinas e preparar drinques para aqueles que contribuíram.

O dinheiro da doação dará direito a entrada no evento e um valor de consumação, de acordo
com a tabela de preços abaixo:
Doando R$ 100,00:
Consome em bebidas 130,00+entrada
Doando R$150,00:
Consome em bebidas R$180,00+entrada
Doando R$200,00:
Consome em bebidas R$230,00+entrada com 1 acompanhante

View this post on Instagram

Apoie você também esta bela iniciativa . Visite o perfil do Coletivo Ada Coleman e veja como colaborar . #Repost @coletivoadacoleman ・・・ Somos um coletivo recém formado de mulheres bartenders residentes de São Paulo capital, que vimos a oportunidade no meio da crise de ajudar mulheres que, infelizmente, não contam com os mesmos privilégios que nós Desta vez, resolvemos nos juntar para abraçar uma causa diferente, mas com muito mais importância no cenário em que vivemos: a arrecadação de fundos para mulheres da área que estão sendo diretamente afetadas. Temos como primeiro objetivo ajudar 15 mulheres com um pagamento de 01 salário mínimo (atualmente R$1045,00). Esse valor é uma pequena ajuda que queremos dar para que esses tempos de incerteza sejam um pouco menos desesperador. Por não visarmos lucro e por ser uma iniciativa beneficente, não teremos custos de produção e nem gastos com o projeto, uma vez que temos grandes parceiros ao nosso lado, cuidando de todos os detalhes necessários sem interesse de retorno financeiro.Assim podemos nos dedicar 100% à nossa causa. Essa é a hora de realmente reconhecer o trabalho das mulheres da coquetelaria, que por muitas vezes são esquecidas e tidas como inexistentes dentro da nossa área. #coletivoadacoleman #coquetelariaemvertigem #bartender #barwoman #covid #mulheres #lgbtqia #bar #help #girlpower #feminism #coquetelariabrasileira

A post shared by Difford's Guide Brasil (@diffordsguidebrasil) on

 

Brinde do bem
O Campari Group é o novo parceiro do Grupo Heineken na segunda fase do movimento ‘Brinde do Bem’, lançado pela cervejaria em abril. A iniciativa visa apoiar bares que tiveram suas portas fechadas durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Com o objetivo de atrair mais participantes e convidar outras empresas a aderir o “Brinde do Bem”, a cervejaria lança campanha que será veiculada em TV nacional.

A dinâmica do ‘Brinde do Bem’ continua a mesma: vouchers nos valores de $25, R$50, R$75 ou R$100 estão disponíveis para consumidores doarem a seus bares preferidos – o valor será transformado em consumação assim que retomarem suas atividades normais, com limite de uso até 31 de dezembro de 2020.

Para fazer sua contribuição e conferir o regulamento da iniciativa “Brinde do Bem”, acesse: brindedobem.abacashi.com/

 

Delivery

QT Pizza Bar
O cliente pode pedir pelo iFood ou retirar no local os aperitivos em garrafinhas de 210 ml (R$36 cada): Armando (Amaro, Vermouth Bianco e Fernet), Negroni (Bitter aperitivo, Vermouth Tinto e Gim) e Old Fashioned (Bourbon, xarope de açúcar e bitter). Detalhe são três drinques pelo preço de um, enviados sem gelo.

Lupe Bar Y Taqueria
O Lupe está no Ifood com ótimos coquetéis e, principalmente, dando um gostinho de sua nova carta. O bar lançou o coquetel No Manes! pelo aplicativo de entrega iFood.

Cubq
O bar itinerante Cubq está fazendo delivery de coquetéis autorais e clássicos por meio do iFood. Quem quiser conhecer mais da proposta do bar deve acessar o site www.cubq.com.br. 

Balaio IMS
O restaurante está disponibilizando seus ótimos drinques autorais pelo aplicativo de entrega iFood.

Jiquitaia
O restaurante tem três opções de coquetéis em seu delivery (Caju Amigo, Detox e Rabo de Galo). Faça os pedidos pelos números: 99954-0071 ou 3262-2366.

Venuto
O restaurante Venuto, que tem como sócio  o bartender Marcelo Serrano também está no iFood.

Drosophyla Bar
O ‘Dró’ também tem o seu delivery de comidas e coquetéis. Os pedidos devem ser feitos pelo telefone 3120-5535. Ou pelo WhatsApp 98588-1031/ 98588-1172. O menu pode ser acessado no Instagram do bar, @drosophylabar.

Grog Bar
O Grog está entregando kits de coquetéis que variam entre 2 a 15 drinques. Você pode pedir pelo direct do Instagram do bar (@grog.bar) ou pelo número 985514800.

Caledonia Whisky & Co.
O Caledonia está fazendo delivery de suas réguas de degustação de uísque. Para pedir, basta procurar o bar no iFood.

Apotheck Bar
Drinques originais do Apotheck bar e os tônicos lançados em parceria com o bar dos arcos. Eles podem ser pedidos pelo site apothekcocktails.com.

Guarita Bar
O Guarita começou a fazer entregas. Os pedidos devem ser feitos pelo WhatsApp (11-9805-93746). O cardápio de comida e drinques está disponível nos destaques do Instagram @guaritabar.

O Picco
Oferece quatro drinques engarrafados para consumir em casa: vodca martini, martinez, manhattan e kingston. Todos por R$ 20. O bar atende pelo Rappi, por mensagem no Instagram @o.picco ou pelo WhatsApp (11-99307-7651).

Regô
O bar está oferecendo drinques engarrafados (150 ml). Entre os coquetéis, opções autorais (Lulone e 70) e clássicos (negroni e vésper). Pedidos podem ser feitos por mensagem direta no Instagram @ao.rego ou pelo WhatsApp (11-96252-0884). Os drinques custam entre R$ 25 e R$ 30.

Sylvester
O Slyvester faz coquetéis para retirada no local. Você pode reservar pelo telefone (3034-1268) ou pelo WhattsApp (11-96234-4314). Retirada na Rua Maria Carolina, 745, Pinheiros.

Eugênia Café Bar
O Eugênia, em Pinheiros, aceita pedidos de coquetéis diretamente pelo Intagram @eugeniacafebar.

Astor
Disponibiliza drinques clássicos para delivery (negroni, dry martini, old fashioned, boulevardier e manhattan). Interessados devem ligar para (11) 2883-5063.

Banqueta bar
Faz delivery do negroni clássico e da versão envelhecida em barris de carvalho ou amburana. As garrafas têm 375 ml e servem até quatro drinques. Cada garrafa acompanha um pack com quatro gelos translúcidos da Ice4Pros. Pedidos pelo direct do Instagram @banquetabar.

Imakay
O restaurante e bar já está com serviço de delivery – inclusive com alguns drinques da carta. O pedido pode ser feito por WhatsApp 3078-7786. Logo, a carta do restaurante também deve entrar no Rappi.

Pineapple Bar
Também está com drinques engarrafados para delivery. São cinco opções de clássicos (manhattan, dry martini, old fashioned, boulevardier e negroni). Cada garrafinha custa R$ 20. Pedidos pelos telefones 3031-2312/97071-0052 ou por mensagem direta no Instagram @pineapplebarsp.
Canoa Cervejaria
Embora seja uma cervejaria, a Canoa tem dois coquetéis para entrega delivery. Eles podem ser pedidos pelo site canoaemcas.com.br.

Cama de Gato
O cama de gato está fazendo delivery de kits para negroni, boulevardier, gim tônicas e muito mais. Os pedidos devem ser feitos  pelo WhatsApp:  95330-5499.

Tags:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?