Paladar

Nossas instituições estão funcionando normalmente – principalmente os botecos

Balcão do Giba

Drinques para fazer em casa

Nossas instituições estão funcionando normalmente – principalmente os botecos

Aprenda a fazer um coquetel que é uma homenagem aos botecos brasileiros. Ele combina três bebidas facilmente encontrados nos tais botecos: cachaça, Campari e Cynar

07 de junho de 2019 | 17h47 por Gilberto Amendola

Depois que a coquetelaria entrou no radar hipster, a gente (eu, incluso) ficou um pouco chato com essa história do que é “bom”, “aceitável”, “infusionado”, “envelhecido” e coisa e tal.

Vou falar por mim: sou um mala.

Se eu descuidar, me pego torcendo o narizinho para preparos mais simples ou para a falta de ingredientes como amaros, rye uísque e certos licores.

Com um mercado que parece em expansão, a tendência é gourmetizar (e reposicionar) tudo – além de transformar cada detalhe de um coquetel em algo exclusivo, especial, rico e quase extraterrestre.

Tudo bem. Tô nesse barco também.

Mas o povo não é bobo (ops!).

Drinque Botecos Brasileiros. FOTO: Leo Souza/Estadão

Se meus antepassados não tivessem sentado em um boteco (pé sujo mesmo) e solicitado, com galhardia e elegância, uma dose de Campari com uma rodela de laranja ou uma talagada de Cynar, eu não estaria aqui cantando de (rabo de) galo.

Aliás, cantando de (rabo de) galo com um belíssimo martini feito com Plymouth, Noilly Prat e uma pitada de bitter de cardamomo…

Mas voltando…

Por isso, acredito,  que é sempre bom olhar com carinho para os nossos botecos. E não esquecer os ‘bomberinhos’ as ‘maria-moles” e outras ‘misturinhas’ da vida. Eles estarão sempre lá para nos socorrer.

Os botecos são as instituições mais sólidas deste País.

Enrolei vocês até aqui, só para dizer que o Luciano Ricarte Silva, barman e proprietário do Mundibar, fez uma bonita homenagens aos botecos brasileiros. Ele criou um coquetel tendo como base produtos facilmente encontrados nos tais botecos. A receita do ‘Botecos Brasileiros’ está no vídeo de hoje. Ela leva cachaça branca, Campari, Cynar, limão taiti, clara de ovo e xarope de açúcar.

 

Receita Botecos Brasileiros
40 ml de cachaça branca
20 ml de Campari
20 ml de Cynar
10 ml de suco de limão Taiti
10 ml de xarope de açúcar (pode usar uma medida diferente – depende se você quer um coquetel mais ou menos doce)
10 ml de clara de ovo
> Bata todos os ingredientes em uma coqueteleira cheia de gelo e despeje, sem coar, para um copo americano. Finalize com pimenta-do-reino moída na hora. Vai bem com uma porção de ovo de codorna.

Quem quiser experimentar o do Mundibar pode correr para a Rua Itapicuru, 828, Perdizes.

 

Notícias do mundo da coquetelaria

Shot 1. Primeira edição do Bar Convent, maior evento de bares e bebidas do mundo, acontece em São Paulo nos dias 17 e 18 de junho, no Expo Barra Funda. No total, serão 56 palestras com 80 palestrantes durante os 2 dias de eventos.

Alguns dos nomes internacionais confirmados no evento: Luca Picci (Campari), Lauren Motte (Diageo), Anne Brok (Bombay Sapphire), Enrique Comas (Bacardí) e Aaron Diaz  (do bar Carnaval, no Peru) e muitos outros.

Entre os nacionais, muita gente boa também está confirmada. Só para citar alguns palestrantes e seus respectivos temas: Spencer Amereno (Processo criativo na construção de um cardápio),  Diogo Sevílio e Rafael Coelho (Bebidas Marginalizadas), Marcelo Serrano (O Moscow Mule perfeito), Jean Ponce (Um bar para chamar de seu), Michelly Rossi e Alice Guedes (#EuBeboSozinha), Neli Pereira (Garrafadas do Norte do Brasil), Laercio Zulu (O Essencial sobre Bitters), Mestre Derivan e Paulo Leite (Rabo de Galo-DNA Brasileiro).

Os ingressos saem por  R$ 80 para 1 dia ou R$ 130 para os 2 dias e serão vendidos apenas online, no site oficial do evento. barconventsaopaulo.com.br. A Expo Barra Funda fica na R. Tagipuru, 1001, Barra Funda.

 

Shot 2. Naren Young,  o principal mixologista do Dante (bar de Nova York considerado o melhor da cidade em 2018 pela Time Out e 9º colocado na lista da World’s 50 Best Bar) desembarca no Brasil para um ‘Take over’ no Astor.  De 15 a 18 de junho, Young e equipe irão preparar variantes de spritz, martinis e a famosa Negroni Session do Dante. Ele também vai apresentar três coquetéis feitos com a cerveja Wäls (marca que está trazendo Young para o Brasil). Quem quiser  experimentar os drinques do Dante (e as criações com cerveja) pode passar pelo Astor nos seguintes dias e horários: sábado (15), das 18h às 22h; domingo (16), das 12h às 16h; segunda (17) e terça (18), das 18h às 22h. Cada drinque vai sair por R$ 34. Ah, no dia 14 de junho está previsto um masterclass com o próprio Naren. O Astor fica R. Delfina, 163, Vila Madalena.

 

Shot 3 – Bares de São Paulo e do Rio de Janeiro conquistaram menções entre os melhores do mundo na categoria regional The Americas (países latino-americanos, caribenhos e Canadá) do prêmio Tales of Cocktail, evento que acontece anualmente em New Orleans, nos EUA. O SubAstor apareceu na lista dos melhores na categoria ‘Best High Volume Cocktail Bar’ e ‘Best Bar Team’. Já na categoria ‘Best Hotel Bar’ foram contemplados Copacabana Piano Bar (no Copacabana Palace) e Frank Bar (no Maksoud Plaza). Na categoria ‘Best Bar Team’, além do SubAstor, foram citados o Guilhotina e o NOSSO Ipanema.

 

Shot 4. A final  da etapa brasileira do World Class Competition será no dia 18 de junho, a partir das 19h30, no Tessen ( Rua Joaquim Floriano 295 – Itaim Bibi).

 

Shot 5. O consultor de bares  e mixologista Marco De la Roche apresenta seu novo curso, Plano de Consultoria e Gestão de Bar. As turmas de julho já estão lotadas, mas existem vagas para turmas em setembro. As aulas acontecem no CTF Barones Bartenders (R. João Tobias, 62, Tatuapé). Os interessados devem entrar em contato por meio do email: contato@drinklab.com.br .

 

Shot 6. No próximo dia 16 (domingo) vai rolar a festa de aniversário de 3 anos do Guarita Bar e a já tradicional festa junina do bar. Vai ter bolovo, churrasco, milho, cerveja e drinques! O arraial acontece das 13h às 22h.

 

Shot 7. Neste sábado (8 de junho),  completa-se 1 ano da morte do chef e apresentador de TV Anthony Bourdain. Embora coquetelaria não fosse o foco do seu trabalho, Bourdain continua sendo uma inspiração (inatingível, claro) aqui nesse balcão. Na foto aí de baixo, o olhar apaixonado do chef para um negroni:

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?