Paladar

O teletransporte já foi inventado. Ele é um coquetel e se chama Sazerac

Balcão do Giba

Drinques para fazer em casa

O teletransporte já foi inventado. Ele é um coquetel e se chama Sazerac

Veja como preparar o drinque de uísque que vai te levar para uma das cidades mais legais dos EUA

14 setembro 2018 | 17:55 por Gilberto Amendola

O teletransporte já existe.

E ele se chama “coquetel”.

Bebidas têm esse poder.

O sazerac é quem me transporta para uma das minhas cidades preferidas no mundo, New Orleans. Com ele, sigo pelo bairro francês ou pela Bourbon Street. Sou capaz de ouvir o jazz saindo do Preservation Hall ou do The Spotted Cat.

Ainda sinto o gosto da cozinha local, da comida creola e cajun, do jambalaya, do po-boy e outras delicias.

E sou transportado para o dia em que fiz um tour atrás do coquetel local, do sazerac. O dia em que visitei o The Sazerac Bar (Roosevelt Hotel); o Carousel bar (Hotel Monteleone), o Bar Tonique e outros.

Que saudade!

De volta ao Brasil, continuei tomando meus sazerac’s – mas com algumas diferenças.

Existem duas versões originais desse coquetel.

Uma delas leva rye uísque, bitter Peychaud’s, xarope de açúcar, e absinto. Outra, bastante comum, também divide o protagonismo entre o rye e o conhaque. Amo as duas opções.

 

No Brasil, reproduzir esse drinque tal qual a receita original é bem difícil. Primeiro porque é quase impossível encontrar rye uísque por aqui. E, como se não bastasse, o bitter Peychaud’s só se encontra com muito garimpo.

Por isso, o sazerac caseiro pode sofrer algumas adaptações (já tomei assim em ótimos bares em São Paulo). Os mais puristas podem torcer o nariz. Azar deles.

Então, vamos lá:

O bitter Peychaud’s você vai precisar arrumar. Não tem jeito. Compre pela internet ou traga de viagem – como contei no post e no vídeo da semana passada. Em último caso, ele pode ser substituído pelo Creole Bitter (mas que também é difícil de comprar no Brasil).

Com o bitter certo em casa, você pode adaptar o resto. Ou seja, troque o rye uísque por um bourbon. E se quiser experimentar a versão com conhaque, não se faça de rogado, troque o conhaque caro por um brandy mais barato, como o Fundador.

Sazerac, drinque com bourbon FOTO: Bruno Noqueira/Estadão

Receitas do vídeo

Sazerac 1
60 ml de bourbon
10 ou 15 ml de xarope de açúcar
De 2 a 4 dashes de Peychaud’s
Um splash de absinto para “lavar o copo” (ou uma borrifada de absinto)
Uma casquinha de limão-siciliano

Sazerac 2
30 ml de bourbon
30 ml de brandy (pode ser Fundador)
10 ou 15 ml de xarope de açúcar
De 2 a 4 dashes de Peychaud’s
Um splash de absinto para “lavar o copo” (ou uma borrifada de absinto)
Uma casquinha de limão-siciliano

NOVIDADE: Agora o Balcão do Giba tem uma playlist no site da Rádio Eldorado. Música para beber sozinho, bem ou mal acompanhado.

Quer ver os vídeos anteriores? Tem drinques como rabo de galo, gim tônica, negroni, old fashioned, manhattan, dry martini e mais. Confira aqui!

 

 

 

 

Tags:

Ficou com água na boca?