Paladar

Parece negroni, mas não é. Aprenda como dar cara nova para um drinque clássico

Balcão do Giba

Drinques para fazer em casa

Parece negroni, mas não é. Aprenda como dar cara nova para um drinque clássico

Este coquetel ainda não tem nome, mas é muito fácil de fazer em casa: leva as mesmas quantidades de gim, Jerez e Cynar

23 de agosto de 2019 | 19h33 por Gilberto Amendola

Parece negroni, mas não é.

Voltamos ao Picco para mais uma sexta-feira de drinques fáceis de fazer em casa – veja aqui o primeiro vídeo, um drinque com apenas dois ingredientes.

Hoje, o bartender Lula vai ensinar um coquetel que ainda não recebeu um nome. Portanto, amigo(a) leitor, que quiser “batizar a criança” pode deixar sua sugestão aqui na área de comentários do blog.

Não, não tem prêmio. Você batiza e fica satisfeito com sua própria ideia. Faz bem para a autoestima – e isso já é o suficiente.

Drinque “Sem Nome”. FOTO: Vitor Fracchetta/Estadão

Como ia dizendo, o drinque em questão lembra a estrutura de um negroni e, certamente, quem gosta do coquetel centenário também vai gostar desse aqui.

Bom para quando alguém fica indeciso entre pedir um negroni ou experimentar algo um pouco diferente.

O drinque “Sem Nome” tem três ingredientes com as mesmas medidas, portanto não tem nenhuma pegadinha ou dificuldade aqui.

O diferencial dele é a utilização do Jerez fino – bebida que já encontrou seu espaço nos principais bares de São Paulo. Além do Jerez, o drinque leva gim e Cynar 70.

Assista ao vídeo:

 

Receita do drinque “Sem Nome”: 
30 ml de gim
30 ml de Jerez fino
30 ml de Cynar 70 (se usar o Cynar normal, nada de ruim vai te acontecer)
> Misture todas as bebidas em um mixing glass com gelo. Depois, coe para um copo com gelo. Leva um zest de laranja e outro de limão-siciliano.

Para quem quiser tomar o drinque “Sem Nome” no Picco ou experimentar os outros ótimos drinques autorais do lugar, o bar fica na R. Lisboa, 294, em Pinheiros.

No vídeo, Lula diz que seu coquetel preferido é o daiquiri, um drinque simples e versátil com rum e limão. Por aqui, já fizemos versões de daiquiri com maracujá e uma com cachaça, caju e rapadura.

E se quiser fazer outras variações do negroni, o Paladar já fez uma lista com mais de dez versões. Confira aqui!

 

Shake and Stir

Pelo menos uma vez por mês, vamos tentar entrevistar uma figura relevante do mundo das bebidas e dos coquetéis. Jogo rápido.

A entrevista desta edição é com Diogo Sevilio, 35 anos, chefe de bar do Cozinha 212 e campeão do World Class 2017. Ele está lançando o Marginália R.A.É (Rasgueirage Avec Élégance), projeto para valorização de botecos e bebidas marginalizadas. A primeira edição será neste domingo, 25, no bar Luar da Cardeal, em Pinheiros. Das 15h às 22h, Diogo se junta ao time atrás do balcão para preparar drinques com bebidas populares e preços acessíveis. Há 1 ano e 2 meses sem beber, Sevilio também está à frente do Um Drinque a Menos, que pretende reverter o dinheiro que iria, ocasionalmente, para uma saideira para uma instituição de ajuda ao público LGBTQ+ em situação de rua. Leia a entrevista aqui.

View this post on Instagram

Desde que cheguei ao México sou a alegria em pessoa, e isso continua mesmo com o fim do campeonato para mim. Com a certeza que dei 110% de mim. Muito feliz por representar o Brasil nessa competição que com certeza até hoje foi a maior experiência de toda a minha vida. Estou absolutamente orgulhoso do meu trabalho aqui, e sei que não fiz isso sozinho. Agradeço à família @cozinha212, o time mais incrível com o qual eu já trabalhei. Agradeço todo o suporte que o Gersão e a Drink design me deu, emprestando todo o enxoval de bar para minhas apresentações. O carinho e dedicação inestimável que recebi do meu padrinho @zulubartender. @brunocolella que teve um cuidado Especial preparando essas camisas maravilhosas que eu usei durante a competição, vocês não imaginam a quantidade absurda de elogios que recebi pelas camisas… kkkk. @louiesaopaulo pela bota linda… um trabalho impecável. Toda a galera que contribuiu na vaquinha do campeão. @marquinhos_felix e @pumaricardofuenzalida que estão acreditando em mim desde o começo. E mais do que tudo, as duas pessoas que me acompanharam durante toda a jornada e me atiraram trabalhando nas madrugadas, participaram de todos os processos, minha mãe maravilhinda e a jóia da minha vida @nunu_francesc … amo vcs de mais… Obrigado a todos por tudo. Trouxe vcs na minha bagagem, e lutei até o último segundo #ogronobar #worlclass2017 #worldclassbr #bebacommoderação #cozinha212

A post shared by Diogo Sevilio (DIOGRO) (@diogobartender) on

 

Notícias do mundo da coquetelaria

Shot 1. O vencedor do III Concurso Nacional do Rabo de Galo foi o bartender Cássio Euzébio da Silva, 30 anos, chef de produção do bar do Balaio, restaurante dentro do IMS, na Avenida Paulista, 2.424. Leia a matéria completa aqui.

 

Shot 2. Os vencedores do campeonato promovido pela Wild Turkey, o Behind The Barrel, foram a bartender Binca Lima, do Caulí (SP), e o Daniel Stevan, do Garoa Bar (RJ). Os dois irão passar por uma imersão na destilaria da marca, no Kentucky, nos EUA.

View this post on Instagram

Obrigada @wildturkeybr ! And go to USA @estevandaniel 🇺🇸🍾

A post shared by Bianca Lima (@biancalima_cocktails) on

 

Shot 3. O bar Sylvester, do bartender Frajola Souza, está de carta nova. Além dos coquetéis autorais, o Sylvester apresenta uma linha de clássicos universais e nacionais. Destaque para um martíni de figo! O bar fica na Rua Maria Carolina, 745, em Pinheiros.

 

Shot 4. Aliás, coladinho no Sylvester, o Boteco Paramount, do mestre Netinho, também renovou sua carta. O bar fica na Rua dos Pinheiros, 1.179.

 

Shot 5. A Bar Convent SP tem datas confirmadas para 2020. A feira, voltada ao mundo dos bares, das bebidas e da coquetelaria, e que aconteceu pela primeira vez no Brasil em 2019, volta no ano que vem. Em 2020, o evento será nos dias 15 e 16 de junho.

View this post on Instagram

Hoje não é dia de #TBT mas bateu uma saudade da 1a edição histórica do #BCBSaoPaulo2019 😪💚 Os 4 mil m2 de área de exposição recebeu 90 marcas e cerca de 3.200 visitantes, que puderam acompanhar 55 palestras que somaram 16 horas de conteúdo. E ainda sediou a final da versão brasileira do World Class Diageo. Só quem participou sabe o quanto o evento foi sensacional, não é mesmo?! Marque aqui nos comentários aquele seu amigo que não pode faltar no BCB São Paulo 2020 😉 #BCBSP19 #BarShow #Bartender #Bartenders #bartenderskills #bartenderslife #cocteleria #coquetelaria #CoquetelariaBrasileira #Mixologia #mixologist #mixologista #Mixologists #Mixology #mixologybrasil #mixologyguide

A post shared by Bar Convent São Paulo (@barconventsp) on

 

Shot 6. A bartender Elen Souza vai ministrar um curso de coquetelaria com cerveja nesta segunda-feira, dia 26, no Guarita Bar (Rua Simão Álvares, 952, Pinheiros). O mesmo curso vai acontecer no Rio de Janeiro, no bar Skrull (Praça Tiradentes 9, sala 911, Ed. Riqueza). O valor dos cursos é de R$ 120. Mais informações no site elensouza.net.

 

Shot 7. Bares novos na cidade. Esse blog detectou dois. Um deles é o Bar do Naga – com uma carta de coquetéis assinada pelo bartender Thiago Pereira. Fica na Rua Bandeira Paulista, 392.

Outra novidade é o Mule Mule Muleria. A ideia é oferecer versões criativas do moscow mule, mas que seguem o conceito do drinque: na caneca de cobre, refrescante e com ingredientes produzidos artesanalmente. A carta também apresenta clássicos e autorais, todos dos bartenders Marquinhos Félix, Sylas Rocha, Marcelo Serrano e Wagner Lima.

 

Shot 8. O Apothek não abre às quartas-feira. Mas, a partir de agora, poderá ser reservado para eventos exclusivos neste dia da semana. A ideia é que o bar possa ser reservado para reuniões de amigos, aniversários, workshops e mais. Outras informações no site apothekcocktails.com.

 

Shot 9. Julio Bernardo, do Boteco do JB, lançou o livro A Mão Que Balança O Copo – drinques fáceis para dias difíceis. A obra foi lançada pela Realejo Livros e pode ser encontrada no site da editora: oseulivreiro.com.br.

 

Shot 10. Essa é para quem estiver prestes a viajar. O bar novaiorquino Amor y Amargo, a casa dos amaros e bitters em Manhattan, do renomado bartender Sother Teague, vai abrir uma filial em Williamsburg, no Brooklyn (188 Havemeyer St). Leia sobre o Amor y Amargo e outros bares de NYC clicando aqui.

View this post on Instagram

@amoryamargo Brooklyn coming soon!! #iHeartBitters

A post shared by CreativeDrunk (@creativedrunk) on

 

Shot 11. A vermuteria argentina La Fuerza apareceu na lista da revista Time dos melhores lugares para beber e comer ao redor do mundo em 2019. Este blogueiro já esteve lá e conta tudo para você nesse link aqui.

View this post on Instagram

La Fuerza Bar abrió el 9 de Enero del 2018 y ese día abrimos las canillas para servir el Vermú de los Andes. Imaginariamente Argentina se unía de Oeste a Este: el vermú nacido y elaborado en Mendoza con un bar en una esquina de Buenos Aires. Un producto local y natural viajando a la ciudad para que muchos lo descubran, para en ese viaje sembrar otros viajes, más destinos, un horizonte grande. Cuando abrió el bar se acercaron los amigos, la gente del barrio, muchos desde otros lugares de la ciudad y nos empezaron a visitar desde toda Argentina y también desde otros países. Entre toda esa gente que visitó el bar algunos nos eligieron para que estemos en esta lista, no sabemos quienes. Sí sabemos que La Fuerza Bar creció con cada uno que vino y viene cada día, con el trabajo de un equipo grande de gente y con el deseo del que nació una bebida local, con raíces en una tradición que une a a Europa con Argentina y desde acá tiene una nueva historia que contar. Somos un bar y un vermú. Un bar para seguir recibiendolos todos los días, un vermú que queremos llevar a todo el mundo para contar más sobre el lugar donde nació, sobre una esquina en Buenos Aires, nuestra cultura vermutera, sobre Los Andes, sobre nuestros vinos, el perfume de esta tierra, el ❣️ de la gente del sur, el amor por hacer los proyectos con fuerza ⚡

A post shared by Vermú La Fuerza ⚡ (@vermulafuerza) on

 

Shot 12. Neste domingo (25), o Axado Bar promove o #FeitoComJungle, ação em que clientes que comprarem um gim tônica poderão escolher os elementos de seu coquetel. Cada um custará R$25 e os insumos são a vontade. O Axado fica na Rua Deputado Lacerda Franco, 478, em Pinheiros.

 

Shot 13. Alerta de guest! No próxima terça, dia 27, o Eugênia Bar recebe o Rota Guest das Minas. As bartenders Paola Menezes e Júlia D’Alessandro irão receber Carine Desiderá para uma noite de drinques especiais. O Eugênia Bar fica na Cônego Eugênio Leite, 953, em Pinheiros.

 

Preciso experimentar!

Vou destacar um coquetel (pode ser de São Paulo ou de qualquer outra parte do mundo) que eu ainda não tenha provado, mas que a foto ou a descrição tenham me feito pensar: “PRECISO EXPERIMENTAR”.

A “boca seca” desta semana vai para o Marduk, coquetel postado pelo Nosso, bar e restaurante localizado em Ipanema, no Rio. O coquetel leva bourbon, tequila reposado, Jerez e bitters. O Nosso fica na Rua Maria Quitéria, 91.

Tags:

Ficou com água na boca?