Paladar

Rabo de galinha, uma versão ‘girl power’ de um clássico drinque nacional

Balcão do Giba

Drinques para fazer em casa

Rabo de galinha, uma versão ‘girl power’ de um clássico drinque nacional

Aprenda a fazer o drinque rabo de galinha, uma versão criada pela bartender Fla Suppi do clássico rabo de galo, coquetel com cachaça e Cynar

19 outubro 2018 | 15:05 por Gilberto Amendola

Um dos drinques preferidos desse balcão é o rabo de galo. Trata-se de um amor com mil formas e variações. Existem rabos de galo com vermute tinto, sem vermute tinto, com Cynar, sem Cynar, com bitter, sem bitter e por aí vai.

No tempo do vovô, o rabo de galo era considerado drinque de macho. Ui.

Como falamos na semana passada, óbvio, dividir o mundo etílico entre bebida de homem e bebida de mulher é muito besta, infeliz e broxante.

Não estamos vivendo naquela festinha da quinta série C em que os meninos levavam o refrigerante; e as garotas, vejam só, os doces ou os salgados. (Pô, lembro direitinho de ir em um bailinho desses).

Mas falar que é bobagem não basta. A Fla Suppi, chefe de bar do Eugênia, saiu do discurso e criou um antídoto para o rabo de galo do macho-cho. Eis que ela vai nos ensinar a preparar um legítimo RABO DE GALINHA.

 

Sim, RABO DE GALINHA! Um girl power coquetel!

Aviso aos navegantes: o rabo de galinha é mais potente do que o rabo de galo.

O tradicional leva gelo no copo. O rabo de galinha não leva. O clássico leva Cynar. O rabo de galinha leva Cynar 70 – variação com teor alcoólico bem maior.

É um drinque de potência e elegância. Acreditem, essa é uma das versões (espero trazer outras) mais certeiras desse clássico nacional.

Quem quiser se arriscar pode fazer em casa. Já experimentei e não tem erro. Caso não tenha um Cynar 70, faça com o Cynar normal. Ele fica menos alcoólico e um pouco mais doce – acho que vira um meio rabo de galinha (mas é igualmente bom).

Drinque rabo de galinha Foto: Leo Martins/Estadão


Receita do Rabo de Galinha

50 ml de cachaça
25 ml de Cynar 70 (ou Cynar)
3 dashes de bitter de laranja
Casca de limão taiti
Coquetel mexido e coado para uma taça de martini previamente resfriada. Use uma casca de limão taiti para decorar.

Se não der certo em casa, visite o Eugênia Bar e Café na R. Cônego Eugênio Leite, 953, Pinheiros.

Quer ver os vídeos anteriores? Tem drinques como moscow mule, rabo de galo, gim tônica, negroni, old fashioned, manhattan, dry martini e mais. Confira aqui!

Tags:

Ficou com água na boca?