Paladar

Sete dicas de livros sobre bares, drinques e coquetelaria

Balcão do Giba

Drinques para fazer em casa

Sete dicas de livros sobre bares, drinques e coquetelaria

São obras para beber e se inspirar - e não sentir nenhuma ressaca

04 janeiro 2019 | 18:23 por Gilberto Amendola

Hoje não tem vídeo, mas tem livro.

Livros para beber.

Qualquer mercado que se preze precisa ter a sua própria literatura. Fora do Brasil existe uma vasta produção de livros sobre bebidas e coquetelaria –  muitos podem ser comprados pela Amazon (com valores que variam junto com o dólar). Além de registrar receitas clássicas e modernas, os livros tratam da história de bares, destilarias e de profissionais do setor. As edições, em sua maioria, têm um tratamento gráfico caprichado (as fotos são de deixar qualquer um com sede).

O problema é que muitas das receitas apresentadas nos livros abaixo pedem bebidas ou bitters que, infelizmente, ainda não estão disponíveis em nosso país. Ainda assim, as obras podem servir como inspiração para criações próprias.

Como o mercado está se expandindo por aqui, tenho esperança que as editoras acordem para esse tipo de produto (estou sendo otimista e inocente, eu sei). Enquanto isso não acontece, deixo aqui algumas dicas de livros que vale a pena ter em casa:

3 Ingredient Cocktail (Robert Simonson)

Se for pra comprar apenas um, eu iria de 3 Ingredient Cocktail. Um guia de receitas para drinques com até três ingredientes. Com o livro, você vai entender porque o número três é a chave da coquetelaria – e porque muitos clássicos são compostos por apenas três bebidas. Receitas clássicas e modernas (surpreendentes). Recomendado para quem é interessado em drinques simples e rápidos.

FOTOS: Gilberto Amêndola/Estadão

 

New York Cocktails (Amanda Schuster)

Um guia com bares históricos de Nova York (alguns ainda em funcionamento). Além da história dos bares, Amanda entrega pelo menos uma receita clássica de cada estabelecimento. Recomendado pra quem se interessa pela história da coquetelaria, viagens e receita. Você vai ter vontade de passar uma temporada pulando de bar em bar em Nova York.

 

I’m Just Here For The Drinks (Sother Teague)

Sother Teague é o criador do Amor Y Amargo, bar novaiorquino especializado em amaros (lá você não encontra vodca, não encontra frutas e nenhum drinque é batido). Nesse livro, Teague conta um pouco da sua história (que começa como chef de cozinha) e do desenvolvimento dos principais tipos de bebidas. O livro também traz receitas para qualquer tipo de leitor: do curioso ao mais experiente. Destaque para os drinques sem adição de gelo e apreciados em temperatura ambiente  – conhecidos como scaffa. Um dos melhores lançamentos do ano passado. Vale muito.

 

The Dead Rabbit – Mixology & Mayhem (Sean Muldoon, Jack McGarry & Jillian Vose)

The Dead Rabbit é outro bar novaiorquino (considerado um dos melhores do mundo). O livro traz um apanhado dos últimos cardápios do bar – que eram ilustrados como histórias em quadrinhos. Além de contar segredos de bar, o livro também traz as principais receitas das últimas temporadas do The Dead Rabbit. Livro recomendado para quem já tem alguma familiaridade com o assunto – já que as receitas são bem difíceis de reproduzir.

 

The Negroni (Gary Regan) e The Old-Fashioned (Robert Simonson)

Gary Regan e Robert Simonson são os verdadeiros historiadores da coquetelaria. Eles são os principais responsáveis por trazer esse universo para dentro dos livros. Aqui, obras sobre dois clássicos: o negroni e o old-fashioned. Regan escreve sobre a história do negroni (lendas e fatos) e mostra centenas de receitas e variações envolvendo o drinque. Simonson faz o mesmo com o old-fashioned – e traz receitas que são inspiradas no drinque preferido do protagonista de Mad Men.

 

The Curious Bartender – An Odyssey Of Malt, Bourbon & Rye Whiskies (Tristan Stephenson)

Ótimo livro sobre a história do uísque, com relatos sobre a criação das principais destilarias pelo mundo. Um trabalho relevante. Indicado para quem tem interesse em história.

Tags:

Ficou com água na boca?