Paladar

Tan Tan, único brasileiro na lista do World’s 50 Best Bars, lança carta nova

Balcão do Giba

Drinques para fazer em casa

Tan Tan, único brasileiro na lista do World’s 50 Best Bars, lança carta nova

Coquetéis criados pelo chef Thiago Bañares e por Alex Mesquita são trabalhados com duas técnicas, xarope e infusão alcoólica

13 de maio de 2022 | 11h56 por Gilberto Amendola

Olá, amigos todos bem?

Semanas corridas por aqui, mas vamos mergulhar na surpresa.

Depois de figurar em 2021 como único bar brasileiro na lista do World’s 50 Best Bars, o Tan Tan acaba de lançar uma nova carta de coquetéis. Além disso, o chef e diretor de criação Thiago Bañares e o Head Bartender, Alex Mesquita, já iniciaram uma série de guests e trocas de experiências com outros bares pelo mundo.

No fim do ano passado, o Tan Tan ficou com a 87ª posição entre os melhores bares do mundo. Sim, apesar do nome da premiação ser “50 Best”, existe uma lista, divulgada dias antes, com os bares posicionados entre a 51ª e a 100º colocação.

Thiago Bañares e Alex Mesquita. FOTO: Tati Frison

 

A carta nova, que se chama “Duality”, propõe um passeio entre cinco ingredientes. São eles:  Yuzu, Shissô, Cumaru, Framboesa e Gergelim. Nos coquetéis, eles são sempre trabalhados com duas técnicas, xarope e infusão alcoólica.

De cara, e depois de uma primeira experiência, já é possível afirmar que a nova carta confirma a posição do Tan Tan como um dos melhores bares do Brasil. O trabalho apresentado por Bañares, Mesquita e equipe (que conta com ótimos nomes como o do experiente Fabio Lourenço) está conectado com o que de mais atual tem sido feito nos principais bares do mundo. E, aqui, eu falo de contenção, minimalismo e teor alcoólico controlado (pra baixo).

Para o meu perfil de consumo, o Sweet Caroline caiu como uma luva. Ele leva shochu de cevada, vermute dry, syrup de cumaru, tintura de priprioca e solução salina. Sim, um martini que passa pela Ásia e mergulha no Brasil.

Sweet Caroline. FOTO: Tati Frison

 

Com a técnica de clarificação, o drinque é o Candyshop – que leva syrup de framboesa. Aliás, estamos com bons drinques clarificados em São Paulo, não é?

Confesso que para um nerd dos drinques, costumo ficar verdadeiramente feliz (emocionado é a palavra) quando bebo algo que consegue juntar apelo popular e coerência criativa. Nesta carta, o drinque que está fadado ao sucesso (e rodar em muitas mesas) é o Yellow Rocket – que leva gim com infusão de yuzu, rum envelhecido, syrup de lichia e limão-siciliano. Que golaço.

Se for pedir sobremesa, deixe-se acompanhar pelo estruturado e forte Bad Copy – com vodca com infusão de gergelim tostado, tequila, licor de café e simple syrup.

O Tan Tan fica na R. Fradique Coutinho, 153, Pinheiros.

Candyshop, com syrup de framboesa. FOTO: Tati Frison

 

Notícias

Drinques e ostras

Uma tarde para relaxar e curtir enquanto saboreia bons drinques, vinho e ostras. Assim promete ser o Wine, Oyster & Drinks, que acontece amanhã, dia 14, a partir das 11 horas, na  Vila Pamplona, em São Paulo. No evento, será possível pedir as ostras por unidade (1 ostra, R$ 15) ou em porção de três (R$ 36). A marca de drinques engarrafados Bitter&Co ficará responsável pela coquetelaria. Vila Pamplona – Rua Pamplona, 1197, Jardim Paulista. A partir das 11h. Entrada franca.

Arte dos Sentidos

No dia 15 de maio, a partir das 14h, o gim Bombay Sapphire,  pertencente ao Grupo Bacardi, realiza a mostra cultural “Arte dos Sentidos”.  O evento será aberto ao público e acontece de forma gratuita na Alameda Eduardo Prado, 667 – Campos Elísios.

Jardim Botânico 

O Jardim Botânico Gin levou, pela primeira vez, a medalha Double Gold no SIP Awards. Essa competição acontece há 14 anos. Nesta edição, a SIP Awards bateu o recorde de 1.271 inscrições.

Tags:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?