Paladar

Dez mitos do vinho desmentidos por Jancis Robinson

Blog da Belle

Notícias do mundo do vinho

Dez mitos do vinho desmentidos por Jancis Robinson

Crítica inglesa lança livro em que promete transformar o leitor em especialista em 24 horas

15 novembro 2016 | 20:19 por Isabelle Moreira Lima

No novo livro da crítica inglesa Jancis Robinson, uma das mais celebradas do mundo, o enxuto e divertido The 24-Hour Wine Expert, uma lista de 10 mitos do mundo do vinho é desmentida.

Confira abaixo ou em uma galeria de fotos, clicando aqui.

1. Quanto mais cara a garrafa, melhor será o vinho dentro dela.
O melhor custo benefício, segundo a crítica, está entre 10 e 30 libras — o que, considerando câmbio e impostos pode ser considerado R$ 80 e R$ 300. Abaixo disso, há pouca oferta. Acima, é arriscado pagar apenas pelo status.
2. Quanto mais pesada a garrafa, melhor o vinho.
Por alguma razão, produtores espanhóis e sul-americanos gostam de usar garrafas superpesadas. Jancis lembra, no entanto, que, além da prática não significar nada, ela é pouco sustentável.
3. Vinhos do Velho Mundo sempre serão melhores que os do Novo Mundo.
Há coisa boa e coisa ruim nos quatro cantos do planeta.
4. Beba tintos com carnes e brancos com peixes.
Mais importante é levar corpo do vinho e peso da comida em consideração.
5. Vinhos realmente bons tem uma entrada no fundo da garrafa.
O declive no fundo da garrafa está lá por razões de marketing
6. Os tintos são mais “fortes” que os brancos.
Muitos tintos hoje tem apenas 12% de álcool.
7. Os vinhos melhoram com a idade.
Rosés e brancos simples são sempre melhores nos dois primeiros anos de vida.
8. Você vai receber uma pequena prova do vinho que pediu no restaurante para ver se gosta.
Não, não espere que isso aconteça.
9. Vinhos doces e rosados são para mulheres.
Por-fa!!!
10. Todos os vinhos melhoram ao serem aerados.
Vinhos muito antigos podem “morrer” se passarem a um decanter, passar por uma oxidação fulminante.

Tags:

Ficou com água na boca?