Paladar

Café da manhã bávaro com weissbiers brasileiras, no Paladar Cozinha do Brasil

28 junho 2012 | 10:00 por Roberto Fonseca

Café da manhã servido na Schneider, em Munique: inspiração para o painel do Paladar (Foto: Roberto Fonseca/AE)

Um par de weisswursts, um (ou mais) brezel, mostarda doce, uma weissbier autêntica da Baviera. E nada mais. Essa é a tradicional receita de um “café da manhã bávaro”, como o que pode ser tomado até hoje no restaurante da Cervejaria Schneider, em Munique. Foi justamente lá, durante a Oktoberfest de 2011, que me ocorreu a ideia de reproduzir o ritual do sul da Alemanha em uma palestra do Paladar Cozinha do Brasil. O evento ocorre às 11h de sábado, seguindo a tradição alemã do horário – vocês sabem o porquê? No evento explico.

Fiz, porém, uma adaptação: para acompanhar a comida, serão servidas seis weissbiers produzidas no Brasil. Veja a lista:

Bamberg Weiss, de Votorantim (SP), na versão chope

Fraga Weiss, do Rio de Janeiro (RJ), na versão chope

Alenda Bier Dunkelweizen, de Morro Reuter (RS)

Lagom Dunkelweizen, de Porto Alegre (RS)

Coruja Weizenbock, de Forquilhinha (SC) – mas a marca é gaúcha, e, principalmente, de Porto Alegre

Eisenbahn Weizenbock, de Blumenau (SC)

Estou decidindo se levo uma sétima, mas isso só quem for vai me ajudar a decidir (hehehe).

Ainda há vagas para a palestra. Mais informações (inclusive o link para ingressos) podem ser obtidas aqui.

 

HIDROMEL

Já numa prévia do post de amanhã, a degustação de domingo às 11h será sobre hidromel (ou, mais tecnicamente falando, sobre mead e melomel). Você sabe o que é? Haverá seis produções nacionais para degustação no evento.

 

Tags:

Ficou com água na boca?