Paladar

De Beowulf e Senhor dos Anéis ao copo: hidromel no Paladar Cozinha do Brasil

29 junho 2012 | 15:19 por Roberto Fonseca

Bem, nobres leitores do blog, enquanto me preparo para a degustação de logo mais sobre cervejas e músicas do Paladar Cozinha do Brasil, consegui alguns minutos no “backstage” (risos) para avisar sobre o último painel cervejeiro do evento. Quer dizer, não exatamente cervejeiro: vamos falar, e principalmente degustar, meads, pyment e melomel, mas que na literatura ficaram mais conhecidos como hidromel. A bebida legendária e milenar está lá em Beowulf, na saga Senhor dos Anéis e até na versão mais recente do filme Robin Hood. Mas qual a relação do hidromel com a cerveja? No evento eu explico como as duas bebidas se aproximaram.

A escalação da degustação, fechada ontem, será:

1) Smedgard Frigga’s Brew – é um morat, ou melomel de amora, com fermentação espontânea, produzido pelo mineiro Daniel Draghenvaard, da Smedgard. Tem quase três anos de maturação, 13% de teor alcoólico e usou mel silvestre de Minas.

2) Smedgard Bacchus’ Brew: um pyment (melomel de uvas silvestres da fazenda do avô do produtor), também da Smedgard. O estilo é comum em regiões mediterrâneas. Tem quase dois anos de guarda. Levou mel varietal de eucalipto e tem cerca de 13%.

3) Smedgard Skaldsbrygg: melomel de laranja, com dois anos de guarda. Feito com mel de alecrim do campo, leva ainda anis estrelado e tem 12%.

4) Starchild: melomel de carambola produzido pelo Rudolf Schutzer, de Piracicaba. Tem cerca de 13% e leva mel silvestre e de laranjeira.

5) Hidromel Hummel semidoce: produzido em Porto Feliz pelo Rene Aduan Jr., tem cerca de 13% e leva mel de laranjeira e silvestre.

6) Hidromel Hummel seco: também de autoria do Renê Aduan Jr., tem cerca de 12% e leva mel de laranjeira, além de gruit, mistura de ervas e temperos comum nas cervejas antes da popularização do lúpulo (ainda na Idade Média).

Mais informações sobre ingressos podem ser obtidas aqui. Também é possível comprar na hora. A quem irá nas degustações de daqui a pouco e de amanhã (Café da Manhã Bávaro com Weissbiers Brasileiras), até daqui a pouco.

Tags: