Paladar

Holandesas na balança

10 maio 2012 | 18:57 por Roberto Fonseca

De Molen Op & Top (Holanda, 330ml)

Produtor: Cervejaria De Molen, de Bodegraven

Importador: Beer Concept

Estilo: Ale / Bitter

Preço: a partir de R$ 21, segundo o importador

Teor alc.: 4,5%

Cor: Dourado médio, translucidez média a baixa

Espuma: Branca, média formação e média a baixa duração

Aroma: Cítrico forte, floral, adocicado, leve condimentado

Sabor: Malte, adocicado suave inicial, cítrico, depois floral e leve condimentado. Final bastante seco e de lúpulo, amargor médio a alto, corpo médio e carbonatação média a alta.

Nota 4,0 em 5: Embora não pareça uma bitter, é uma boa cerveja. Fácil de beber mas com boa complexidade e final bastante seco, que pede o próximo gole.

__________________________________

De Molen Vuur & Vlam (Holanda, 330ml)

Estilo: India Pale Ale

Preço: a partir de R$23, segundo o importador

Teor alc.: 6,2%

Cor: Dourado escuro, translucidez baixa

Espuma: Branca, média a alta formação e média duração

Aroma: Cítrico potente, um quê herbal (?), malte, adocicado de fundo

Sabor: Lúpulo cítrico inicial potente, algo herbal de fundo (?), malte, adocicado sutil residual, amargor médio a alto. Corpo médio e carbonatação média a alta

Nota 4,0 em 5: Bom amargor e notas cítricas fortes, lembra as IPAs americanas. Mas é menos seca no final do gole do que a Op & Top. 

________________________________

De Molen Rook & Vuur (Holanda, 750ml)

Estilo: Ale / Smoked com pimentas

Preço: a partir de R$ 75, segundo o importador

Teor alc.: 8,2%

Cor: Castanho escuro, quase preto, translucidez quase zero

Espuma: Bege, média a alta formação e duração

Aroma: Malte defumado potente, algo mineral, leve torrado e percepção de pimenta/picante, nota alcoólica destacada, malte e pão ao fundo

Sabor: Malte defumado/mineral, lúpulo, malte torrado, amargor médio a alto (sensação potencializada pelo malte torrado), lúpulo cítrico suave. Após algum tempo torrado se intensifica e aparece nota levemente picante. Corpo médio, carbonatação idem.

Nota 4,2 em 5: O aroma defumado (malte em turfa, creio) é potente e assusta a princípio. Mas é a receita mais “original” do grupo. Deve dividir opiniões. Possivelmente deve agradar consumidores de charutos e uísque. 

_______________________

De Molen Hemel & Aarde (Holanda, 750ml)

Estilo: Ale / Imperial Stout

Preço: a partir de R$ 99, segundo o importador

Teor alc.: 10%

Cor: Preto sólido, translucidez zero

Espuma: Bege, alta formação e média a alta duração

Aroma: Chocolate, leve defumado, sutil, leve torrado

Sabor: Chocolate, álcool destacado, gera calor na boca; final, além de chocolate, tem malte torrado, álcool e é bastante seco. Nota picante suave e de malte caramelo sutil. Amargor médio, potencializado pelo torrado, corpo médio a alto e carbonatação média.

Nota 3,7 em 5: Boa imperial stout, mas há similares no mercado em faixas de preço mais convidativas. 

__________________________

De Molen Hel & Verdoemenis (Holanda, 330ml)

Estilo: Ale / Imperial Stout

Preço: a partir de R$ 45, segundo o importador

Teor alc.: 10%

Cor: Preto sólido, translucidez zero

Espuma: Bege, média a baixa formação e baixa duração

Aroma: Licoroso, frutas escuras, aveia (?), torrado sutil, grãos

Sabor: Malte torrado, licoroso, frutas escuras, álcool potente, gera calor moderado na boca. Corpo denso, médio a alto, amargor médio a baixo, carbonatação média.

Nota 4,2 em 5Bela cerveja, potente, com corpo denso e boas notas licorosas no aroma e sabor. Mas deve “penar” pela questão do preço, similar ao de algumas Brewdogs especiais como a Lost Dog. 

___________________________

A oferta de cervejas de origem holandesa no Brasil ganhou o reforço de um quinteto conceituado produzido pela De Molen. A cervejaria na cidade de Bodegraven surgiu em 2004 e hoje domina o topo do ranking de seu país no site internacional de avaliações Ratebeer.com. Elas são de autoria de Menno Olivier, que começou como homebrewer e depois passou 12 anos trabalhando em outras cervejarias antes de abrir a sua. A De Molen, ou O Moinho em holandês, ganhou este nome por estar instalada em um antigo moinho.

A lista de cervejas produzidas pela marca supera com facilidade as quatro dezenas; algumas receitas são maturadas em barris de madeira que originalmente abrigavam outras bebidas. Além de suas próprias crias, a De Molen vende em sua fábrica/restaurante rótulos de marcas parceiras, entre elas a belga De Struise. A parceria se estende à realização de eventos conjuntos, a cada ano na sede de um dos produtores.

Das cinco que foram importadas para o Brasil, todas têm nome composto: Op & Top (algo como No Topo), Vuur & Vlam (Fogo e Chama), Rook & Vuur (Fumaça e Fogo), Hemel & Aarde (Céu e Terra) e Hel & Verdoemenis (Inferno e Condenação). As cervejas são boas e interessantes. Mas os preços superam a média do mercado em alguns casos – se bem que há casos, como algumas receitas especiais da Brewdog, que superam os valores da De Molen. De um lado, qualidade e novidade. Do outro, o inevitável hábito de calcular o custo-benefício. Quem beber, verá.

Tags:

Ficou com água na boca?