Paladar

‘Invasão inglesa’, parte 2

05 maio 2009 | 22:26 por Roberto Fonseca

Da esquerda para a direita, a australiana Coopers Vintage Ale e as inglesas Marston's Pedigree, Marston's Old Empire, Marston's Oyster Stout, Bateman's XXXB, Bateman's Combined Harvest e Hopback Summer Lightning

Já ouvi dizer que notícia é como um pote de azeitonas: basta puxar a primeira para que um borbotão venha na sequência. Foi o que ocorreu quando publiquei o post sobre a Fuller’s India Pale Ale. Horas depois, descobri que a importadora Uniland também está desembarcando no País uma batelada de cervejas inglesas em garrafas de 500ml, além de versão da australiana Coopers como “bônus track”. A saber:

Coopers Vintage Ale: quarta variedade da cerveja a chegar ao Brasil (foi antecedida por Sparkling Ale, Stout e Pale Ale), tem 7,5% de teor alcoólico. Chama a atenção por passar parte do tempo de maturação em barris de carvalho. Deve custar de R$ 12,60 a R$ 15,30 a garrafa de 375ml. Tem boa avaliação no Ratebeer, com nota 3,4 em 5 possíveis.

Marston’s Pedigree: Pale Ale inglesa, com 4,5%. Não é lá muito apreciada pelos degustadores do Ratebeer (onde tem nota 2,92 em 5 possíveis), mas tem status de “ícone” inglês e consta na lista “top 10” do estudioso de cervejas Roger Protz. Também era considerada pelo finado crítico de cervejas Michael Jackson uma das mais sutis e complexas cervejas do estilo. Aberta em 1870, a Marston’s passou ao controle da família que até hoje dá seu nome em 1898; em 1999, foi adquirida pela Wolverhampton & Dudley, mas segue em operação. A Pedigree deve custar entre R$ 19,60 e R$ 23,80.

Marston’s Old Empire: Quem disse mesmo que faltavam India Pale Ales no Brasil (hehehe)? A cerveja recebe a denominação do importador, mas é apontada no Ratebeer como Extra Special Bitter. Tem 5,7% de teor alcoólico e deve custar R$ 19,60 e R$ 23,80.

Marston’s Oyster Stout: Calma lá, apesar do nome, não vai ostra nessa cerveja. A denominação apenas indica que ela vai bem com o fruto do mar. Tem 4,5% de teor alcoólico e leva trigo em sua receita. Segundo Michael Jackson, ela foi lançada em janeiro de 1995, como cerveja sazonal da marca, mas acabou se estabelecendo permanentemente. Ele a considerava a mais frutada das dry stouts inglesas mais difundidas. Também varia entre R$ 19,60 e R$ 23,80.

Bateman’s XXXB: Cerveja inglesa mais bem cotada no lote pelo Ratebeer (com 3,19 pontos em 5), do estilo Extra Special Bitter. Tem 4,5% de teor alcoólico e já levou cinco vezes o prêmio de melhor cerveja inglesa da associação local de cervejeiros artesanais. O ‘XXXB’ representava uma medida de força das cervejas que hoje caiu em desuso. Deve custar entre R$ 21 e R$ 25,50.

Bateman’s Combined Harvest: Chama atenção por receber quatro tipos de grãos em sua receita: cevada, trigo, centeio e aveia. Tem 4,7% de teor alcoólico e deve custar entre R$ 21 e R$ 25,50. A Bateman’s produz cervejas desde 1874, e foi destaque na última edição da revista Beers Of The World.

Hop Back Summer Lightning: Golden Ale com 5%, já ganhou prêmio de melhor cerveja do Great British Beer Festival em 1992/1993. Chama atenção por ser bem mais clara que as ales inglesas, e foi lançada em 1987, pouco depois da abertur da cervejaria Hop Back (o nome se refere a um instrumento que era usado para retirar os cones de lúpulo da fervura durante a produção da cerveja). Deve custar entre R$ 21 e R$ 25,50, e ainda chega em versão barrilete de 5 litros, a R$ 150.