Paladar

Meantime: a Schlenkerla me deixou mal-acostumado

21 julho 2010 | 16:44 por Roberto Fonseca

meantimesmokedfich

Não é muito comum, mas existem no meio cervejeiro casos de boas receitas que dizem ser de um estilo, mas não o são, e acabam criando uma expectativa errônea quando degustamos outras variedades, essas sim do estilo descrito. Um exemplo é a Baden Baden Red Ale, que, apesar do nome, é uma barley wine com quase 10% de teor alcoólico. Lembro-me que, quando provei a Dado Bier Red Ale, achei-a fraquíssima, o que, de certa forma, foi uma injustiça, já que a cerveja, com 4,5%, jamais teria o mesmo corpo (e alguns elementos) da Baden. O inverso, quando uma cerveja define um estilo, mas suas “crias” mundo afora o distorcem tanto e em tamanha escala que parecem ser elas as originais, é mais comum. O exemplo principal é o pilsen, mas há ainda o caso da Schneider Original, que, embora seja definidora do estilo, é bem mais escura que as weissbiers atuais, o que a fez cair numa categoria diferente em concursos da bebida.

A Aecht Schlenkerla Rauchbier Märzen, produzida pela cervejaria Schlenkerla/Heller-Trüm, da cidade alemã de Bamberg, criou fenômeno parecido (guardadas as devidas proporções) ao da Baden. Desde que chegou ao Brasil, há três anos, creio, tornou-se referência de cerveja defumada por aqui. Outras já surgiram no mercado, com destaque para a da Bamberg, de Votorantim, premiada lá fora, e a Eisenbahn, mais moderada no defumado, mas também interessante. Mas a alemã, pela potência, ainda é “a” cerveja defumada e acaba ofuscando as demais, apesar de seus méritos.

É exatamente o que ocorre com a Meantime Smoked Bock. Ao menos para mim, é automático olhar uma cerveja com a palavra “defumado” escrita no rótulo e cotejá-la com a Schlenkerla. Em quase todos os casos, porém, a novata fica atrás. Diria que a Bamberg é a que mais se aproxima do empate, em especial na versão chope. Infelizmente para a receita inglesa, porém, ela é equilibrada, mas justamente por isso não tão intensa na característica que devia ser a principal, o defumado.

Ao procurar o volume da garrafa em sites de venda de cervejas, achei essa curiosa explicação sobre a Meantime no site Cervejasnet: “É uma cerveja que se destaca pelas notas defumadas, equilíbrio entre o malte e o lúpulo. Não retrata as mesmas sensações de uma cerveja do estilo Rauchbier, até porque não é este o estilo desta cerveja. Cerveja leve e marcante”. Achei a informação para o consumidor bastante honesta e esclarecedora. Mas fazer o quê com o duelo inconsciente? Há, ainda, um outro fator que pesa a favor da alemã: o preço. No mesmo site, a Schlenkerla custa R$ 17,50 a garrafa de meio litro, contra R$ 29 da inglesa.

Tags: