Paladar

Melhores de 2011, parte 41: Marco Zimmermann

24 janeiro 2012 | 22:00 por Roberto Fonseca

Marco Zimmermann (Foto: Arquivo pessoal)

Veja os votos do cervejeiro caseiro Marco Zimmermann, de Florianópolis (SC):

Melhor lager nacional
Bierland Viena em chope na Oktoberfest. Estava maravilhosa. Em garrafa também está excelente.

Melhor ale nacional
8 Secrets, produzida pela Way (PR) em colaboração com a Brewdog, Wäls, Bodebrown e Coruja.

Melhor lager importada para o Brasil
Aecht Schlenkerla Rauchbier Märzen. Não é necessariamente a melhor, mas é uma das mais interessantes na minha opinião.

Melhor ale importada para o Brasil
Rochefort 10. Uma das melhores cervejas no mundo, na minha opinião. O problema é que por aqui encontramos algumas garrafas que sofreram muito com a viagem ou que tiveram armazenamento inadequado. Mas quando está
boa, é excelente!

Melhor cerveja caseira
Uma Schwarzbier defumada, produzida por um cervejeiro desconhecido. Após o Concurso Nacional ano passado, a ACervA Catarinense fez degustações entre seus sócios com as garrafas que sobraram das avaliações, e entre elas encontramos esta que, apesar de estar fora do estilo proposto no concurso (rauchbier tradicional), estava perfeita. Nós estávamos conferindo os autores após provar as cervejas, mas justamente esta teve sua tampinha com o código extraviada antes de podermos verificar o autor.

Melhor cerveja de 2011 (aqui ou lá fora)
É muita pretensão decidir qual é a melhor cerveja do mundo, então fico com a que mais me chamou atenção, a Bush de Nuits. Uma ale escura forte muito complexa e saborosa, envelhecida em barril de carvalho.

Novidade do ano
A reunião de cervejarias artesanais em busca de melhores condições de existência.

Melhor fato cervejeiro
Mais ousadia das cervejarias, tanto novas quanto as antigas, produzindo estilos mais próximos de seus similares internacionais e sem a tradicional adaptação para o “gosto brasileiro”.

Pior fato cervejeiro
As desavenças no meio cervejeiro. Às vezes as pessoas se envolvem tanto com um suposto “movimento cervejeiro” que esquecem a real essência da cerveja.

Tags:

Ficou com água na boca?