Paladar

Melhores de 2011, parte 44: Amanda Reitenbach

26 janeiro 2012 | 14:26 por Roberto Fonseca

Amanda Reitenbach (Foto: Arquivo pessoal)

Veja os votos de Amanda Felipe Reitenbach, engenheira de alimentos, doutoranda em engenharia química e especialista em cervejas, de Florianópolis (SC):

Melhor lager nacional
Camila, Camila. Uma agradável surpresa para esse ano. Cerveja leve e marcante.

Melhor ale nacional
Colorado Ithaca. Cerveja que me surpreende toda vez que posso apreciar. Tem estrutura suficiente para ser uma cerveja de guarda e todas as qualidades do estilo imperial stout, um dos meus favoritos.

Melhor lager importada para o Brasil
Pilsner Urquell

Melhor ale importada para o Brasil
Delirium Nocturnum

Melhor cerveja caseira
Morgentau, de Marcel Pabst, que, com muito esmero e capricho, consegue executar cervejas impecáveis.

Melhor cerveja de 2011 (aqui ou lá fora)
Falke Bier Vivre pour Vivre. Uma cerveja de estilo complexo, raramente feito no Brasil (sour/fruit beer). Conta com um conjunto bem balanceado e exótico, pela utilização da jabuticabas em sua receita. Uma iniciativa ousada da Falke Bier que já tem reconhecimento internacional.

Novidade do ano
O crescimento do mercado cervejeiro, tanto em microcervejarias quanto em consumidores.

Melhor fato cervejeiro
A criação de novos de eventos cervejeiros e a efetivação dos já conhecidos, que ajudam a fortalecer e divulgar as cervejas especiais.

Pior fato cervejeiro
Uma das coisas que considero desnecessárias é ouvir comentários negativos em relação a certas cervejas. Acima de tudo, temos de respeitar a diversidade das cervejas, que existe para todos os públicos e classes. Um bom degustador é aquele que consegue encontrar características sensoriais até nas cervejas menos expressivas. Ninguém se inicia no mundo das cervejas tomando as receitas mais robustas e complexas, é necessário ter um crescimento. A melhor cerveja está ligada ao melhor momento, ambiente e circunstâncias em que a bebida é oferecida. Existe ainda a diferença entre “beber” e “degustar”. Beber é um modo de consumo descontraído, para matar a sede, interagir com os amigos, se refrescar, ou até se aquecer! Degustar exige concentração, uma analise cuidadosa da cerveja, observando as características visuais, sabor, aroma etc. Temos espaço para todas as cervejas, e cervejas para todos os gostos.

Tags: