Paladar

Melhores de 2012, parte 32: Alexandre Mello

18 janeiro 2013 | 09:00 por Roberto Fonseca

Foto: Arquivo pessoal

Alexandre Mello, ex-presidente e conselheiro da AcervA Catarinense:

1) MELHOR ALE NACIONAL

Gosto muito da Way Irish Red. Excelente característica de malte e excelente drinkability

2) MELHOR LAGER NACIONAL

A Bierland Vienna continua sendo a melhor lager nacional, para o meu paladar. Não tenho o que acrescentar sobre ela. É uma excelente cerveja.

3) MELHOR ALE IMPORTADA

Anchor Liberty Ale. Uma pale ale muito equilibrada.

4) MELHOR LAGER IMPORTADA

Para mim, continua sendo a Harviestoun Schiehallion. Não provei nenhuma lager que chegasse próxima a ela em 2012.

5) MELHOR CHOPE

Gostei bastante da india pale ale da Cervejaria Schornstein. Muito bem feita e com um caráter bem interessante de lúpulo.

6) MELHOR BAR CERVEJEIRO

Em 2012 não consegui frequentar muitos bares cervejeiros, mas gosto bastante do Empório São Patrício, em Balneário Camboriú.

7) MELHOR CERVEJA CASEIRA

Me surpreendeu uma belgian specialty ale com brettanomyces, dos cervejeiros Daniel e Diogo Ropelato, da Drei Adler.

8) MELHOR CERVEJA DO ANO, AQUI OU LÁ FORA

Para mim foi uma grata surpresa a cerveja da Costa Rica Brewing, que tive a oportunidade de degustar na Costa Rica. Em especial a Segua Red Ale. Uma cerveja com muita personalidade e frescor. Detalhe: a cerveja não é pasteurizada e nunca esquenta. Do engarrafamento ao bar, todo processo é refrigerado, inclusive o transporte.

9) RÓTULO MAIS BONITO DO ANO

Sou fã de rótulos bem humorados. Gostei muito dos rótulos da Coney Island Crat Lagers. São simples mais muito legais.

10) NOVIDADE DO ANO

A parceria entre cervejarias e cervejeiros caseiros para a produção de cervejas. Muito legal a iniciativa da Wäls com a DUM.

11) MELHOR FATO CERVEJEIRO

A abertura que o MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) está dando aos cervejeiros artesanais e caseiros. Para os primeiros, para adequar e atualizar a legislação vigente, feita para as macrocervejarias. Para o segundo grupo, da mesma forma, surge a possibilidade de regularizar a produção caseira para venda.

12) PIOR FATO CERVEJEIRO

Não consigo pensar em um fato ruim, mas gostaria de ver as cervejarias artesanais mais próximas, em busca por um mercado mais justo. Tivemos algumas demonstrações ano passado, mas não vejo mais muita movimentação.

Tags: