Paladar

Melhores de 2012, parte 40: Romero Perman

20 janeiro 2013 | 21:30 por Roberto Fonseca

Foto: Arquivo pessoal

Romero Perman, sócio da nanocervejaria Maria, fundador e presidente da ACervA Pernambucana, de Recife (PE):

1) MELHOR ALE NACIONAL

Meu voto vai para a Petroleum, da mineira Wäls.  Finalmente alguém fazendo aqui no Brasil um dos meus estilos preferidos, e com muita qualidade.

2) MELHOR LAGER NACIONAL

A Helles da Bamberg.  Uma das poucas cervejas claras de que realmente gosto.

3) MELHOR ALE IMPORTADA

Difícil, mas sempre que tenho oportunidade compro uma garrafa da The Abyss, uma imperial stout fabricada pela Deschutes Brewery.  Ela é envelhecida em barris de carvalho que foram utilizados antes para a fabricação de bourbon.  Maravilhosa, o retrogosto é a melhor parte, é o mesmo que ter mordido uma barra de chocolate meio amargo.

(nota do blog: essa cerveja não é vendida no Brasil)

4) MELHOR LAGER IMPORTADA

Na minha opinião, ninguém bate a Pilsner Urquell.

5) MELHOR CHOPE

Fica difícil, pois poucos rótulos chegam a Recife. Por isso, vou votar na nossa Maria Estela, uma witbier de dar inveja às melhores belgas.

6) MELHOR BAR CERVEJEIRO

Sempre que tenho a oportunidade, vou ao Empório Alto dos Pinheiros. Gosto muito do ambiente, dos petiscos e da seleção de cervejas nas torneiras.

7) MELHOR CERVEJA CASEIRA

Vou votar na Black Mamba do Guenther Sehn, da Acerva-RS. Se não estou enganado, uma barley wine com 14%.  Bebi bastante dela no último encontro nacional, até mais do que deveria.

8) MELHOR CERVEJA DO ANO, AQUI OU LÁ FORA

Lagunitas Day Time IPA. Sem sombra de dúvida poderia beber várias dela sem me cansar, especialmente se for em chope e ele estiver bem novinho. Infelizmente, para beber assim só nos EUA.

9) RÓTULO MAIS BONITO DO ANO

Um dos rótulos mais bonitos que vi até hoje vem de um homebrewer paulista.  Acho fantástico o rótulo da cerveja Capitu, do Frederico Ming.

10) NOVIDADE DO ANO

Sem dúvida a Wäls Petroleum.  Uma grande parceria com um grupo de cervejeiros caseiros.

11) MELHOR FATO CERVEJEIRO

A abertura do MAPA para os pequenos cervejeiros.  As Acervas têm feito um trabalho excelente junto a este órgão, especialmente a mineira, aumentando a esperança de nós, caseiros, por uma mudança na regra do jogo.

12) PIOR FATO CERVEJEIRO

Até onde sei, microcervejarias pouco se movimentaram na tentativa de modificar leis e regulamentos. As Acervas tiveram que fazer o papel principal neste movimento.

Tags: