Paladar

Melhores de 2012, parte 74: Fabian Ponzi

01 fevereiro 2013 | 09:00 por Roberto Fonseca

Foto: Arquivo pessoal

Fabian Ponzi, dono do blog Bebendo Bem, de Porto Alegre (RS):

1)MELHOR ALE NACIONAL

Uma das cervejarias que mais me chamou a atenção em 2012 foi a Amazon Beer, por sua ousadia e pela qualidade do seu portifólio. De todas as que provei, a sua IPA com Cumaru foi a que mais me impressionou. Guardadas as considerações estilísticas – há quem possa dizer que ela não é uma IPA, no que eu até concordo -, a mistura com a fruta ficou excelente.

2)MELHOR LAGER NACIONAL

Coruja Coice. Depois de anos estagnada em alguns rótulos e estilos triviais, a cervejaria gaúcha mostrou em 2012 que sabe também fazer cervejas ousadas. Com sua intensidade em todos os sentidos, honra o nome que recebeu e quebra os paradigmas das lagers levinhas. A melhor cerveja nacional de 2012, na minha opinião.

3)MELHOR ALE IMPORTADA

Brooklyn Black Ops. Rara e cara, mas inesquecível.

4)MELHOR LAGER IMPORTADA

Nessa categoria, repito o voto do ano passado. Ainda não vi lager importada melhor que a Harviestoun Schiehallion no Brasil.

5)MELHOR CHOPE

Ter uma cerveja do gabarito da Weihenstephaner Vitus disponível on tap no Brasil é algo a se exaltar. Parabéns, bares e importadoras responsáveis!

6)MELHOR BAR CERVEJEIRO

A primeira versão da casa já era quase uma unanimidade, mas a inauguração do Biermarkt Vom Fass em março melhorou muito o que já era excelente. Cerveja tratada com respeito, bem conservada e bem servida, com variedade e qualidade. Isso sem falar na brigada, extremamente simpática e bem treinada. O Vom Fass se tornou referência de bar cervejeiro no Brasil e já está sendo bastante copiado, numa concorrência que é boa para todos os amantes da boa cerveja.

7)MELHOR CERVEJA CASEIRA

Não tomei muitas caseiras em 2012, mas destaco a Tranquilus APA, do amigo Alessandro Ren. Padrão gringo de qualidade!

8)MELHOR CERVEJA DO ANO, AQUI OU LÁ FORA

Sou muito fã da Uinta Labyrinth Black Ale. Quando a provei no ano passado, achei que seria a única oportunidade de bebê-la na vida. Ainda bem que consegui alguém pra trazer mais uma garrafa dela para mim em 2012. O que falta em hype para essa cerveja, sobra em qualidade.

9)RÓTULO MAIS BONITO DO ANO

O Have a Nice Beer, empresa da qual orgulhosamente faço parte, transcendeu o conceito de exclusividade em 2012 e também começou a produzir cervejas somente disponíveis para seus associados. A saison de Natal produzida em parceria com a 2Cabeças e a Mistura Clássica, além de ser deliciosa, teve uma apresentação de cair o queixo. Parabéns à Jacqueline Lemos, responsável pela arte da revista mensal do clube e pelo design dessa linda garrafa.

10)NOVIDADE DO ANO

Lá fora não chega a ser uma novidade, mas aqui no Brasil é a primeira vez que uma cervejaria lança algo parecido. O Kit Single Hop Project, da Way Beer, contribuiu para o conhecimento dos apreciadores que queriam conhecer um pouco mais sobre lúpulos.

11) MELHOR FATO CERVEJEIRO

Há muito se fala em união das microcervejarias. Não é a toa, já que as poucas iniciativas que ocorreram nesse sentido deram algum resultado. Um deles foi a redução do ICMS para as cervejarias artesanais do Rio Grande do Sul. Uma iniciativa localizada, protagonizada pela Associação Gaúcha de Microcervejarias (AGM), mas que serve de exemplo para outros Estados. Apesar das regras da enquete, também gostaria de destacar as ações dos Blogueiros Brasileiros de Cerveja (BBC): o 2º ano do tuitaço #cervejadeverdade, a criação do Prêmio Destaques do Ano e, principalmente, o Dia da Cerveja Brasileira, que na sua 1ª edição teve a adesão de praticamente todo o mercado.

12) PIOR FATO CERVEJEIRO

O ano não teve fatos negativos relevantes, mas destaco a equivocada Carta de Blumenau, cuja intenção foi boa, mas a execução foi amadora. Apesar de ter sido lançada em pleno Festival Brasileiro da Cerveja, a repercussão foi pífia por falta de divulgação. Isso sem falar do texto pessimamente redigido e o preconceito demonstrado no trecho em que cita os “países sem nenhuma tradição cervejeira”. Espero que a lição tenha sido aprendida.

Tags:

Ficou com água na boca?