Paladar

Nova leva de cervejas belgas chega ao País

11 março 2009 | 12:04 por Roberto Fonseca

Boon Mariage Parfait, Boon Kriek, Palm, Palm Royale, Steenbrugge Blonde e Steenbrugge Dubbel

Depois de algumas semanas de espera, a importadora Bier & Wein começa a entregar esta semana, em alguns pontos da capital, novas cervejas belgas. Do grupo de seis rótulos, o destaque é para a dupla da Boon.

Prepare os músculos faciais, pois as Boon são cervejas com notas azedas e ácidas destacadas, produzidas como lambics (com fermentação espontânea em contato com o ar), hoje denominação de origem controlada para as receitas produzidas na região de Lembeek, na Bélgica. Antes da descoberta das propriedades das leveduras (e de sua utilização), as cervejas “nasciam” com esse tipo de fermentação. A Boon Kriek é uma lambic com adição de um tipo de cereja amargo, e a Mariage Parfait é uma gueuze (mistura de lambics mais novas e mais velhas). Em ambos os casos, as cervejas são maturadas em barris de carvalho. A garrafa de 375ml da Mariage Parfait deve custar entre R$ 27,80 e R$ 35,60. A da Kriek, entre R$ 26,60 e R$ 34.

As Steenbrugge carregam a fama de homenagearem São Arnold, considerado por alguns o patrono da cerveja belga. Tanto a Blonde quanto a Dubbel são cervejas de abadia de alta fermentação, que levam em sua receita uma mistura de ervas chamada Gruut. As garrafas de 330 ml devem sair entre R$ 13,90 e R$ 17,80.

A Palm já era encontrada por aqui, trazida pela importadora Casa da Cerveja. Trata-se de uma Belgian Pale Ale, com 5,4% de teor alcoólico. A Royale, criada em comemoração ao 90º aniversário do mestre-cervejeiro da fábrica, Alfred Van Roy, é uma versão mais alcoólica (7,5%) e mais frutada, passando também por uma segunda fermentação. Ela ainda contém um trocadilho não muito sutil em seu nome, mas vá lá: Royale = Roy (o cervejeiro) + Ale (o tipo da cerveja). Sacaram? Rs A Palm custará entre R$ 10,30 e R$ 13,20, e a Royale, entre R$ 11,70 e R$ 15.

Ficou com água na boca?