Paladar

O MELHOR DE 2009, parte 28

22 janeiro 2010 | 15:43 por Roberto Fonseca

Luiz Flávio Ferreira, do Frei Tuck. Foto: Arquivo Pessoal

Luiz Flávio Leão Ferreira é um dos sócios do Frei Tuck Slow Beer, um dos templos cervejeiros de Belo Horizonte. Na minha única passagem pela cidade, para o concurso nacional de cerveja caseira em 2008, não tive tempo de dar uma passada no local (fato de que me arrependo até hoje, pelo “plano B”… hehehe). Mas ainda chego lá. Confira os votos dele:

1) A ‘top das tops’ de 2009
Rochefort 10

2) Melhor ale
Em-ipate: Colorado Indica (há 4 anos) e Falke Bier Estrada Real.

3) Melhor lager
Meu chope do dia a dia : Falke Bier Ouro Preto – sensacional! Vale citar, ainda, a Bamberg Rauch, a Wäls Bohemian Pilsner e a Eisenbahn 5. Saudades da Bamberg Tcheca…

4) Destaque nacional
O altíssimo nível das produções caseiras nacionais! Degustei excelentes cervejas, este ano, com destaque para a Profana Barley Wine, do Christiam Rocha, de Juiz de Fora (MG), a Tripel do Marco Zimmerman (de Florianópolis/SC) e a Doppelbock do (cervejeiro caseiro carioca Leonardo) Botto, além da fantástica Küd Bier IPA, produzida na Argentina, após ser campeã do concurso de Santa Fé. Cito ainda o crescimento exponencial da cultura cervejeira em todo o País.

5) Destaque importado
A degustação de cervejas americanas no Frangó, após o primeiro dia da Brasil Brau. Tomara que venham todas, em definitivo!

6) Novidade cervejeira
Colorado Black Rapadura Vintage e Falke Vivre Pour Vivre

7) Fato cervejeiro
A entrada do Brasil no mapa cervejeiro mundial, com as medalhas da Bamberg, Baden Baden e Eisenbahn (no European Beer Star, na Alemanha) e as visitas dos ilustres Conrad Seidl, Randy Mosher e Charlie Papazian. Há ainda o lançamento da Larousse da Cerveja pelo nosso amigo Ronaldo Morado. E, por fim, a festa de St. Patrick’s Day do Frei Tuck e BH Rugby, maior do Brasil este ano, com cerca de 1.500 pessoas e chopes verdes da Falke e da Wäls.

8) Pior momento cervejeiro
(Não) Distribuição da Eisenbahn e Baden Baden, by Schin, por estas bandas – lamentável…

Ficou com água na boca?