Paladar

OS MELHORES DE 2009, parte 21

11 janeiro 2010 | 16:18 por Roberto Fonseca

O mestre-cervejeiro Paulo Schiavetto. Foto: Arquivo Pessoal

Um dos mestres-cervejeiros mais experientes do País, Paulo Schiavetto migrou da grande indústria cervejeira para o mundo artesanal da bebida. São dele, por exemplo, as receitas da Falke Monasterium, primeira cerveja do estilo tripel feita comercialmente no Brasil, que leva cascas de laranja e coentro, e a Backer Medieval, uma boa blonde ale embalada por um lacre de parafina. Além das crias nascidas em microcervejarias, Schiaveto é considerado um dos principais professores de cervejeiros caseiros, a quem também destacou em sua votação. Confira:

1) A ‘top das tops’ de 2009
A melhor cerveja que eu degustei este ano, que se encaixou perfeitamente no estilo proposto, foi uma Munich Helles feita em edição especial em Santa Catarina, pelo cervejeiro Oliver Boje para a Cervejaria da Ilha, em Florianópolis. Um bom exemplo de que não é preciso fazer uma cerveja “complicada” para que ela seja perfeita.

2) Melhor ale
Empatados: Raphael Tonera (SC), com a impecável Tonera Strong Golden Ale, e a saborosa HoeGlück, witbier ganhadora do Concurso Nacional de Cervejas Artesanais de 2009, dos homebrewers José Augusto Silveira e Daniel Teixeira Chaves, de Belo Horizonte.

3) Melhor lager
Também ganhadora do Concurso Nacional, na categoria Bock, a Profana Volúpia, de Cristiam Oliveira Rocha, de Juiz de Fora, MG.

4) Destaque nacional
Dentre as lançadas comercialmente em 2009, Backer Medieval e Bamberg Altbier.

5) Destaque importado
Gouden Carolus de Páscoa.

6) Novidade cervejeira
Larousse da Cerveja, o mais completo livro já escrito em português sobre o tema, do mineiro Ronaldo Morado.

7) Fato cervejeiro
A excelente Brasil Brau 2009.

8) Pior momento cervejeiro
Publicidade de cervejas abaixo de zero, embora sub-gosto não se discuta.

Ficou com água na boca?