Paladar

Ribeirão deve ganhar nova micro

07 fevereiro 2011 | 23:00 por Roberto Fonseca

Famosa no passado pela fábrica da Antarctica e pelo bar Pinguim e, mais recentemente, pela microcervejaria Colorado (além de outra micro mais nova, a Lund, e nano produção da Pratinha), Ribeirão Preto deve ganhar mais um pequeno produtor. Ex-mestre-cervejeiro da Colorado, Rodrigo Silveira prevê para maio a abertura da Indústria Brasileira de cervejas Especiais – Comércio, Importação e Exportação Ltda, que criou em sociedade com o tio. Ok, o nome, que pela extensão teria ares de título de enredo carnavalesco em um rótulo, é a razão social do empreendimento. A marca, segundo Silveira, ainda está sendo desenvolvida por uma agência de publicidade.

A fábrica, que terá um bar anexo, deve ficar na Avenida do Café. A lista de estilos programados para produção por Silveira parece promissora, por ir além do trinômio pilsner (ou lager), dunkel e weiss: Pilsener; Bock; uma IPA com 110 IBUs (sempre lembrando que a lager industrial encontrada em qualquer canto no Brasil tem cerca de 10 IBUs ou menos); Brown Ale; Imperial Stout; Weiss e ESB.

Com a nova produção, o mapa cervejeiro de São Paulo revelará algumas peculiaridades. Piracicaba, hoje, tem três micros – Cevada Pura, Dama Bier e a recém-chegada Leuven. Ribeirão atingirá a mesma marca. A capital, consideravelmente maior, conta, atualmente, com apenas duas microcervejarias: a Fábrica do Chopp, na Vila Leopoldina, e a Planet Beer, perto do Metrô Patriarca, na zona leste (não sei se ainda opera). Em breve, deve ter ainda o brewpub da Nacional, já noticiado por aqui. Mas ainda é pouco para 11 milhões de habitantes. Quem mais se habilita?

Tags:

Ficou com água na boca?