Paladar

Às colheradas

18 novembro 2012 | 15:10 por Patrícia Ferraz

Tiramisù é sublime. Um doce que, assim como escreveu a repórter Olívia Fraga na blitz do Prêmio Paladar 2011, se não está no ponto, já encerra os trabalhos no ato. Porque ninguém consegue comer um tiramisù com água acumulada no fundo do prato ou feito com café de procedência duvidosa.

 

Ele precisa ter um creme levinho de mascarpone sobreposto ao biscoito champanhe ou pão de ló sutilmente embebidos em uma mistura de licor e bom café, finalizado com pó do grão peneirado e, em muitos casos, chocolate polvilhado. Um arremate que não permite deslizes.

 

Na edição do ano passado, o Gero conquistou o primeiro lugar. O restaurante de Rogério Fasano vende a sobremesa por R$ 36,00 e usa o Café do Centro na receita. A vitória foi unânime, mas não dá para ignorar as (boas) versões de outros restaurantes. No Così, do chef Renato Carioni, a sobremesa também é feita com Café do Centro (R$ 19,00 na unidade de Santa Cecília; R$ 24,00 na unidade da Vila Nova Conceição).

 

O tiramisù do Gero. FOTO: Codo Meletti/AE

 

Outro endereço para provar o doce é a Osteria del Petirrosso, onde a marca Illy é a eleita para compor a receita (R$ 18,00). No Mangiare Gastronomia, da chef Talitha Barros, por sua vez, o café utilizado é o Fazenda Pessegueiro. Lá, por R$ 15,00, você come tiramisù à vontade.

 

No Mangiare, com café Fazenda Pessegueiro, de Mococa. FOTO: Divulgação

 

Já o chef Jefferson Rueda lança mão do café Nespresso Ristretto para fazer a sobremesa servida no Attimo. Ela chega à mesa em um prato fundo e tem corte menos simétrico que o do Gero. A receita da casa você confere amanhã, aqui no blog.

 

SERVIÇO

Attimo. R. Diogo Jacome, 341, V. Nova Conceição, 5054-9999.
Così. R. Barão de Tatuí, 302, S. Cecília, 3826-5088.
Gero. Rua Haddock Lobo, 1.629, Jd. Paulista, 3064-0005.
Mangiare Gastronomia. Av. Imperatriz Leopoldina, 681, V. Leopoldina, 3034-5074.
Osteria del Petirosso. Al. Lorena, 2.155, Jd. Paulista, 3062-5338.

Tags: