Paladar

Mineiros vencem Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café

11 janeiro 2013 | 20:28 por Patrícia Ferraz

Produtores mineiros se destacaram no 9º Concurso Nacional ABIC de Qualidade de Café, ocorrido esta semana. Os cafés concorriam em três categorias: cereja descascado, natural e microlote, todas vencidas por representantes de Minas Gerais.


José Alexandre de Lacerda, da Fazenda Forquilha do Rio, em Espera Feliz, recebeu a nota global de 84,63 pela sua xícara, a maior média da competição. O cafeicultor também ficou com o 1º lugar dos microlotes, entre os quais só concorriam produtores com propriedades de no máximo 15 hectares.


Já no grupo que elegeu a melhor cereja descascado, conquistou a 1ª posição o produtor José Roberto Canato, da Fazenda Monte Verde, localizada em Carmo de Minas. A nota alcançada foi 82,15. Amélia F. Delarisse, da Fazenda Apucarana, em Patrocínio, levou a melhor na categoria natural.


Com coordenação de Ensei Neto, da Specialty Coffee Bureau, provadores e árbitros realizaram a avaliação sensorial na terça-feira, 9, no laboratório do Sindicafé, em São Paulo. A prova foi feita às cegas, sem identificação da origem, e pontuava critérios como aroma, sabor, corpo e retrogosto.


A próxima etapa é o leilão dos oito lotes finalistas do concurso, que estará em vigor até dia 17 de janeiro e do qual somente indústrias, cafeterias, restaurantes e outras empresas poderão participar. Para comprar, é necessário preencher uma declaração se comprometendo a adquirir o lote em que for dado o lance, caso o valor oferecido seja o mais alto. A ficha pode ser encontrada no site da ABIC. O valor mínimo aceito é de R$ 561,00 a saca.


O resultado do leilão sai na sexta-feira, dia 18, e deve chegar às xícaras dos consumidores em meados de abril.

Tags:

Ficou com água na boca?