Paladar

Onde comprar café moído na hora

22 dezembro 2012 | 10:29 por Patrícia Ferraz

No momento em que é moído, o grão de café começa a liberar os aromas que armazena. É o primeiro convite à bebida e sugere o que pode ocupar a xícara. Por isso, o ideal é triturar o produto na hora da extração. Na falta de um equipamento doméstico para esse fim, alguns endereços oferecem o serviço.

 

FOTO: Felipe Rau/Estadão

 

Em São Paulo, um passeio pela região dos Jardins e uma esticada até a Vila Madalena garantem boas alternativas. Variedade de rótulos é o ponto forte da Casa Santa Luzia. O empório acomoda cerca de 30 versões de cafés especiais nas prateleiras. Para estar lá, a amostra passa pelo crivo de profissionais, que avaliam se o grão merece estar no catálogo. Todo mês uma marca é eleita para ser moída na hora ao custo da embalagem dos grãos. Em dezembro, o eleito é o Fazenda Pessegueiro (R$ 14,70, com 250 gramas). Para as demais opções da gôndola, paga-se uma taxa de R$ 5,00. Entre os exemplares disponíveis estão Orfeu (R$ 47 o quilo), Unique (R$ 25,30, com 500 g) e Madame D’Orvilliers (R$ 23,90, com 500 g). A equipe está treinada para realizar diferentes tipos de moagem: para prensa francesa, cafeteira italiana, expresso, ibrik e coador.

 

Casa Santa Luzia: variedade na gôndola. FOTO: Natalia Horita França/Estadão

 

Em frente ao empório, na mesma rua, o Suplicy Cafés Especiais oferece os grãos da Fazenda Santa Izabel, estocados à vista do cliente. Da propriedade exibe opções de torra média (indicada para expresso), clara, escura e bourbon (ideal para bebidas com leite). Todos podem ser moídos a pedido do cliente, na espessura adequada ao preparo de expresso, café de coador e para prensa francesa. A embalagem com 250 gramas de qualquer um deles é vendida por R$ 16,90.

 

Ainda na região dos Jardins, a unidade do Santo Grão da Rua Oscar Freire oferece cinco blends diferentes, além do descafeinado e do sachê. Expresso, coador, cafeteira italiana, prensa francesa e café árabe são opções de pó. O café da casa, de aroma intenso e sabor achocolatado, sai por R$ 16,90. Já o grão do Sul de Minas, de perfume cítrico e fresco, custa R$ 16,60, mesmo preço dos grãos do Cerrado de Minas e da Alta Mogiana. Os valores citados são de embalagens de 250 gramas.

 

Na Vila Madalena, o Coffee Lab também dispõe de alguns blends à venda. A cafeteria da barista Isabela Raposeiras tem cinco opções de grãos moídos na hora, como o bourbon vermelho, da Fazenda Baú, de Lagoa Formosa (MG). As principais notas aromáticas são de frutas vermelhas e castanhas. O grão possui alto nível de doçura (R$ 19,00 o pacote de 250 gramas).

 

SERVIÇO

Casa Santa Luzia. Al. Lorena, 1.471, Jd. Paulista. (11) 3897-5000.

Suplicy Cafés Especiais. Al. Lorena, 1.430, Jd. Paulista. (11) 3061-0195.

Santo Grão. R. Oscar Freire, 413, Jd. Paulista. (11) 3082-9969.

Coffee Lab. R. Fradique Coutinho, 1.340, V. Madalena. (11) 3297-7400.

Tags: