Paladar

Um café para dividir

Histórias e experiências sobre o café

10 cafeterias que são a cara de São Paulo

Conheça dez endereço que representam o espírito mutante paulistano

24 de janeiro de 2020 | 21h56 por Ensei Neto

A cidade de São Paulo é uma das maiores do mundo e seu estilo cosmopolita ganhou contornos graças ao café. A proximidade com Santos, porto que ainda hoje é o maior ao exportar o café, e o empreendedorismo no planejamento das linhas férreas, foram fatores que moldaram desde o início do século XX o que o Estado de São Paulo e, especialmente, a capital são hoje.

Para comemorar os 466 anos da cidade, preparei uma pequena lista de lugares para beber café que simbolizam muito bem o espírito paulistano:

  • Farol Santander – Cafeteria Suplicy

O icônico prédio que foi do extinto Banespa, adquirido pelo Banco Santander, é um cartão postal dos mais importantes e, por isso, tornou-se um ponto de visita obrigatório. Em seu topo funciona o Farol Santander, que se tornou um local de agitação cultural e que tem uma unidade da rede de cafeterias Suplicy. Como sugestão do experiente barista Richard Kumagai, aprecie uma vista incrível do chamado Centro Antigo de São Paulo com um café preparado com grãos cultivados em Divinolândia, SP, sem qualquer pressa.

 

  • Giramondo Caffé

Localizado na pequena Rua Marconi, 19, quase esquina com a Rua 7 de Abril e em frente à Biblioteca Municipal Mário de Andrade, na República, sempre tem uma impressionante fila para beber o café para completar a pausa do almoço. É um serviço bem paulistano: café expresso honesto, atendimento rápido, serviço ágil, como deve ser em São Paulo, que é “a cidade que não pode parar.”

 

  • Por um Punhado de Dólares

Com um nome que lembra a película do italiano Sergio Leoni, que deu início ao chamado Spaghetti Western, esta cafeteria de ambiente despojado tem um serviço de expresso muito competente, além de outros métodos, e rótulos disponíveis de café com nomes muito divertidos.  É um porto seguro. Rua Nestor Pestana, 115.

 

  • Santo Grão – Jardins

A construção arejada que lembra um bangalô, numa charmosa esquina da Rua Oscar Freire, 413, é um pequeno oásis paulistano. A cafeteria Santo Grão, do neozelandês Marco Kerkmeester, tem um competente e amplo serviço de café, sob a batuta da experiente Keiko Sato, junto de uma cozinha que tem pratos leves. Seu diferencial é funcionar até altas horas, atendendo o público notívago. A sugestão do momento é um lote de nome 0% Arábica, um conilon capixaba do produzido pela Família Venturim.

 

  • Coffee Lab

Com entrada ao estilo “speakeasy”, a casa da barista Isabela Raposeiras tem cafés selecionados por ela e torrados diariamente por sua equipe. Vários métodos são oferecidos, além de experiências para que o consumidor possa por à prova suas habilidades sensoriais. Com uma atmosfera fabril, que foi uma marca registrada da cidade,  esta cafeteria é visita obrigatória como uma das referências paulistanas. Rua Fradique Coutinho, 1340.

  • Spot Urbano Café

Localizado na Zona Norte, o Spot Urbano Café faz parte de um complexo que une cervejaria, bistrô e cafeteria, além de uma micro torrefação, num ambiente pós moderno com forte tom industrial. A torrefação e cafeteria é projeto pessoal do Luciano Dias, que em suas viagens internacionais garimpa equipamentos de última geração para servir excelentes cafés. Representa bem o espírito paulistano, em constante transformação e que surpreende com propostas ousadas.

Spot Urbano Café. Foto: Ensei Neto/Arquivo Pessoal

 

  • The Little Coffee Shop

Esta minúscula cafeteria inaugurou o que se pode chamar de “cafeteria de calçada”, quando a calçada faz as vezes do salão de café. Idéia da inquieta barista Flávia Pogliani, fica numa esquina da Rua Lisboa, 357-A, num imóvel de sua família. Em pouco mais de 1,5m2 , o café expresso é o carro chefe, a partir de uma seleção da própria Flávia e tem horário de funcionamento autodenominado “de marajá”… Se ela estiver, vale pelo sempre espirituoso bate papo.

 

  • Coffee Sweet Coffee

Num casarão adaptado, em frente ao Shopping West Plaza, esta cafeteria começou como um doce sonho empreendedor de um coffee lover. Com uma competente equipe sob a mão do Maycon Alves, rapidamente assumiu o posto de ponto de encontro de coffee lovers, seja para prosear, para desgustar novos cafés ou participar dos inúmeros eventos cafeinados que a casa promove nos fins de semana. Diversos métodos estão à disposição, além do sempre bem tirado expresso. Rua Barão de Teffé, 168.

 

  • Kofi & Co

Apesar da personalidade dual, ser restaurante ou cafeteria, o lado cafeinado fala bastante alto. Com a proposta de oferecer completa gama de métodos de preparo de café, esta casa merece a visita para se conhecer alguns que são raros de se encontrar, mostrando o caráter cosmopolita que é típico de São Paulo. Rua Alexandre Dumas, 1518.

 

  • Isso é Café

Num galpão localizado em Santa Cecília, que compreende uma área de torra de café, a cafeteria e um salão com grandiosa mesa para as sessões públicas de degustação de café em estilo profissional, o cupping, com direito a sorver o líquido estridentemente com colheres de prova, esta casa sinaliza o rejuvenescimento do bairro. Os cafés servidos, resultado das buscas do Felipe Croce, que também é exportador, em boa parte são os de notas bastante frutadas, que agradam os novos coffee lovers. Rua Barão de Tatuí, 183.

 

Tags:

Ficou com água na boca?