Paladar

Cafeína para crianças

Um café para dividir

Histórias e experiências sobre o café

Cafeína para crianças

Não só o café é uma fonte de cafeína. A substância também está presente em bebidas como refrigerantes

18 julho 2018 | 12:12 por Ensei Neto

A cafeína é uma substância que, além de ser a mais importante no café, possui propriedades benéficas para o corpo humano, desde a melhora do desempenho da memória, principalmente a de curto prazo (o que seria ótimo para a peixinha Dory do filme Procurando Nemo…), até o aumento da capacidade de concentração. Pesquisas recentes também demonstram os efeitos positivos que a cafeína pode conduzir no sistema coronário. Vale lembrar que café que dá azia e outros efeitos danosos no estômago é bebida feita com sementes com muitos problemas.

A cafeína vem sendo estudada há muitos anos, sendo alvo de pesquisas para sua extração industrial, em geral por causa da produção dos produtos descafeinados, mas, também, pensando em sua aplicação em diversas bebidas estimulantes para as baladas de todo final de semana.

Durante muito tempo, houve forte resistência ao consumo de café pelas crianças, tendo como mote problemas relacionados com a integridade do estômago e, também, aos efeitos da cafeína. Num cálculo rápido, se você preparar meio litro de café (500 ml) a partir de 40 gramas de café moído, desde que seja de boa qualidade, haverá aproximadamente 60 mg de cafeína numa xícara de 120 ml.

Muitos pais se recusam a oferecer às crianças café porque pode deixá-las ativas além da conta… Porém, muitas vezes o refrigerante de cola fica liberado. Segundo o próprio fabricante, uma lata de 350 mg de Coca-Cola tem 35 mg de cafeína. E se a vontade de beber refrigerante num dia quente é grande, certamente essa quantidade será multiplicada. Ou seja, a cafeína está presente em muitas bebidas ao alcance das crianças e, por vezes, seu consumo é até estimulado pelos próprios pais.

Kit infantil para preparar café, da década de 1930. FOTO: Reprodução

Na década de 1930, a Alemanha sugeria o café como uma bebida bastante boa para as crianças (sim, novamente a questão de se ter uma bebida de alta qualidade). Nessa época, já existiam conjuntos para que as crianças preparassem seu próprio café! Naturalmente era indispensável o acompanhamento de um adulto devido ao uso de água quase fervente, mas, se fosse um cold brew, não haveria problemas…

A mensagem que fica é esta: consumir de forma consciente e moderada é a melhor prática.

Escolha um café que mais lhe agrade, prepare e beba sem culpa!

Tags:

Ficou com água na boca?