Paladar

Um café para dividir

Histórias e experiências sobre o café

O melhor do cenário do café em 2019 e as tendências para 2020

Cafeterias especializadas e descomplicadas e a evolução de variedades de café são algumas das tendências que marcaram o ano que está acabando

26 de dezembro de 2019 | 18h17 por Ensei Neto

Apesar da temporada aberta de crises, o cenário do café seguiu vigoroso. Gostaria de pontuar o que foi bastante marcante para manter na memória:

1. Gigantes unidos 

Certamente um dos eventos de maior impacto foi a entrada da Starbucks em redes de supermercados e lojas de conveniência no Brasil por meio da Nestlé, num projeto chamado de Starbucks at Home.

Duas gigantes unidas em levar os famosos blends da maior rede de cafeterias do mundo para dentro de casa no formato de cápsulas. Dessa forma, com a força de vendas e capilaridade que a Nestlé possui como marca líder no mercado de varejo, uma grande mudança começa a se desenhar entre os consumidores.

2. Mais variedade 

Nunca se falou tanto sobre Robustas e o Conilon do Brasil, os representantes mais importantes da espécie canephora. O mundo ainda é dominado pela espécie arábica e suas dezenas de variedades, como Bourbon, Mundo Novo e Catuaí, além dos modernos Obatã, Icatu e Catucaí e suas variações, entre as quais Topazio e Araras.

Deve ser lembrado que o cultivo e estudos sobre as sementes do cafeeiro, bem como suas histórias maravilhosas eram contadas desde mais de 1.100 anos atrás no Oriente Médio. Disseminado pelo Novo Mundo pelos franceses e holandeses, sua expansão de áreas de cultivo permitiu que um mercado simplesmente gigantesco fosse criado.

Por outro lado, o Robusta e o Conilon têm uma história bastante recente, de pouco menos de um século. É mais correto dizer que este café ainda é um ilustre desconhecido. Os produtores ainda estão aprendendo a dominar seu cultivo e, principalmente, sua colheita e pós- colheita.

Enquanto que os produtores de café arábica chegaram à sofisticação de utilizar leveduras e outros microrganismos usados na fermentação de vinhos e até dos famosos espumantes da Champagne, os que cultivam Conilon ainda tentam dominar os processos de secagem para se obter uma bebida limpa e adocicada.

Com resultados de pesquisas conduzidas principalmente por profissionais do Incaper, mais importante entidade especializada nesse espécie, em breve este cenário, deve mudar radicalmente.
Beber um excelente café Conilon pode ser tão surpreendente quanto beber um arábica bem esperto!

3. Evolução do mercado

Se beber café se tornou definitivamente um hábito dos mais saudáveis, ter cafeterias com bom serviço, bons produtos e preços acessíveis seria questão de tempo.

O cenário econômico do Brasil fez com que um grande movimento de empreendedorismo por necessidade se configurasse, sendo que o mercado de café passou a abrigar um enorme contingente.

Área extrema do King of the Fork, em Pinheiros. Foto: Fernando Sciarra/Estadão

Com a entrada de empreendedores com excelente formação, muitas novas cafeterias têm surpreendido pelas suas propostas. Cafeterias desenhadas para um serviço rápido, eficiente e de preços justos começaram a surgir, algumas em forma de franquias muito bem pensadas e que estão crescendo até agressivamente.

Preste atenção em algumas ruas de grande movimento e encontrar uma boa cafeteria com essas características está deixando de ser uma tarefa árdua.

4. E o que será em 2020?

As empresas gigantes já entenderam que o mercado de cafés de alta qualidade, os cafés de especialidade ou especiais (na verdade prefiro o nome “especialidade”, que é muito mais fiel ao original “specialty”) estão se incorporando no dia a dia de um maior número de pessoas. Por isso, têm procurado acompanhar esse movimento tão capilarizado e cheio de sutilezas, porém as boas idéias e inovação sempre terão espaço garantido.

A 4ª onda do café já chegou.
A cafeteria e a microtorrefação é na sua casa, agora. Mais e mais apetrechos, equipamentos e utensílios são lançados para tornar a vida cafeinada mais prática. Torradores e moinhos domésticos, cafeteiras automáticas e balanças controladas pelo seu smartphone já fazem parte da vida de muitos coffee lovers.

É, portanto, onda das melhores, para você mergulhar e ser feliz!

Tags:

Ficou com água na boca?