Paladar

Um café para dividir

Histórias e experiências sobre o café

Um café lattè amoroso

Aproveite a temporada de amoras para preparar uma refrescante bebida com café

22 de setembro de 2020 | 10h19 por Ensei Neto

A temporada de amoras chegou.

A amora é uma das chamadas frutas vermelhas e que produz muito bem no Brasil. Tem uma quantidade enorme de antocianina, substância antioxidante e que é responsável pelos tons que variam do vermelho ao azul, passando pelo retumbante roxo.

É uma paleta de cores muito bonita!

O ingrediente especial deste café lattè é a calda da fruta, que em francês é chamada de “coulis”. Originalmente, esse tipo de calda segue uma receita francesa clássica com açúcar e limão.

A amora dispensa o limão porque tem uma quantidade pra lá de boa de ácido cítrico, responsável pelo azedinho das frutas. A receita que costumo executar está logo mais. Aliás, é uma receita dentro da receita…

Calda de amoras. Foto: Ensei Neto/Arquivo Pessoal

Aproveitando que você pode encontrar com facilidade amoreiras em frutas, principalmente no interior ou em casas com quintal e pomar, segue uma receita simples e das boas de se beber com café:

LATTÈ AMOROSO

Ingredientes:
Calda de amora
1 kg de amoras maduras
250g de açúcar cristal
1 litro de água
50 ml de cachaça branca (ingrediente secreto)
Lattè
80 ml de café em preparo bem concentrado
100 ml de leite vaporizado
20 ml da calda de amora

Preparo:
Calda de amora
1. Bata as amoras com a água num liquidificador e depois passe num coador de trama fina.
2. Numa panela coloque o caldo filtrado de amora com o açúcar em fogo alto.
3. Quando a calda começar a reduzir, adicione a cachaça branca, que tem de ser de boa qualidade.
4. Reduza até a metade do volume inicial ou um pouco mais, a seu gosto.
5. Resfrie e acondicione em frascos.
Lattè
1. Prepare um café bem concentrado, podendo ser expresso ou de cápsula, preferencialmente com perfil sensorial clássico caramelo ou chocolate e boa acidez. Uma alternativa é preparar o café em prensa francesa.
2. Vaporize o leite, caso tenha uma máquina de expresso em casa. Como alternativa, use uma espumeira de leite tipo Pressca ou uma prensa francesa (ela novamente muito útil!).
3. Verta a calda de amora a gosto no leite vaporizado, misture bem e verta sobre o café.

O resultado é muito saboroso e refrescante, pois a excelente acidez da amora dá vivacidade à bebida, combinando notas de caramelo e amora de fundo.

Café lattè amoroso

Sobre a cachaça na calda…
Toda boa cachaça branca, assim como todos os destilados, tem um álcool que costumo chamar de “o álcool do bem”, que é o glicerol, também conhecido como glicerina. Ao contrário do etanol, o álcool que define o “poder de fogo” de um destilado, que é atrevidamente agressivo, ressecando por onde passa, a glicerina é hidratante.

O álcool evapora a temperatura bem mais baixa que a glicerina. Esta, com o caminho livre, dá mais brilho à calda, além de uma percepção mais aveludada quando você experimentar.

Experimente a receita e comente depois.

Tags:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?

Tendências