Paladar

Jô Auricchio

Equilíbrio Zen

05 março 2009 | 11:44 por Estadão

Eu amo o Japão. Curto a cultura, adoro o povo, aprecio a culinária. Ora, até as séries japonesas, no estilo Changeman e Jaspion, eu assisto religiosamente. Meu hardware é ílalo-brasileiro, mas eu rodo software japonês.

É da amada Terra do Sol Nascente que veio um dos salgadinhos mais geniais que já provei: Kaki no Tane.
O mitológico Kaki no Tane
O salgadinho, feito de arroz, lembra uma semente, daí o nome: kaki no tane, semente de caqui em japonês.

Fabricado pela Kameda, uma verdadeira instituição dos snacks nipônicos, o Kaki no Tane é um dos seus produtos mais famosos.


A grande embalagem do salgadinho traz 6 porções individuais, com mais ou menos 200 calorias cada. Parece pouco, mas um saquinho desses satisfaz bastante.

O grande barato é o sabor picante do Kaki no Tane. Existem 3 versões: a de pimenta vermelha, mais comum, a de wasabi – da foto – e a de pimenta do reino, raríssima no Brasil.

A versão de wasabi é a minha preferida.

No primeiro arrozinho, o sabor é muito suave. Mas é só comer alguns que o ardor da raiz forte vai acumulando. Depois de um tempinho, o salgadinho dá um coice sensacional na boca, tanto pela crocância pronunciada quanto pela presença fantástica do wasabi.

E aí entra o segundo elemento, o amendoim. A gordura natural do amendoim refresca as papilas gustativas, “reiniciando” o paladar para uma nova leva do petisco.

É impressionante, mas esse equilíbrio de sabores lembra o Yin e Yang, ou o equilíbrio sutil entre os diferentes lados explicado pelo Bushidô, a filosofia samurai.

O Kaki no Tane é uma espécie de caminho branco entre a trilha da ardência do wasabi e da cremosidade do amendoim. Não é simplesmente uma mistura, pois os sabores são perfeitamente discerníveis. É um caminho harmônico de sabor. É como no sensacional mangá Lobo Solitário, um caminho branco entre dois rios.

Por R$ 14, você leva para casa um salgadinho samurai. Eu não sei para vocês, mas para mim isso não tem preço. Appare!

Ficou com água na boca?