Paladar

Luiz Américo Camargo

Eu só queria jantar

A saideira

22 agosto 2010 | 16:23 por Luiz Américo Camargo

O último repasto em solo italiano, vocês me perdoem, não tem foto. Esqueci, estava distraído, nem sei mais. Foi só uma refeição leve, um lanche, mas bastante satisfatório.  Estávamos na Peck, a mais famosa delicatessen/rôtisserie/empório da Itália.

A variedade de produtos é interessante, a qualidade das coisas preparadas por lá é ótima mas, talvez (tomo por base inclusive algumas opiniões de amigos que vão pelo menos uma vez por ano até lá), a Peck não esteja em seus melhores dias.

Ainda assim, me diverti com um farto sanduíche de porchetta servido no charmoso salão do mezanino (8 euros), acompanhado por uma taça de vinho. Depois de tanta comida – entre coisas mais rústicas, quitutes, alta gastronomia – acho que o que queríamos, mesmo, era apenas um sanduba. Comemos, fizemos umas comprinhas, e fomos passear mais um pouco por Milão, antes de fechar as malas e ir para o aeroporto.

Parece que demorou tanto. Parece que foi tão rápido. Nos desvãos entre o tempo físico e o tempo psicológico, talvez exista uma outra grandeza, igualmente caprichosa e indomável: o tempo gastronômico. Seu medidor não calcula horas, mas apenas indica café, almoço, lanche, jantar…

Peck – Via Spadari, 9, Milão, 00 39  02 802 3161