Paladar

Luiz Américo Camargo

Eu só queria jantar

Luzes, sombras e jantares

17 setembro 2014 | 11:32 por Luiz Américo Camargo

Nem sempre (raramente, a bem da verdade) fazemos o devido reconhecimento a pessoas que tanto contribuem para que nosso trabalho fique melhor. Hoje, ainda que com uns poucos dias de atraso, eu aproveito para fazer um elogio público à foto que ilustra a mais recente coluna publicada no Paladar (e presente cá no blog, em postagem do dia 11/9). Desçam até lá, observem. É um dos ambientes do Sanpo – o balcão perto da entrada, mais precisamente. Daniel Teixeira, o autor do clique, captou com rara felicidade a luz, os volumes, o gesto e a solidão serena da mulher que prepara o espaço a ser ocupado pelos comensais. Fernando Sciarra, o responsável pelo visual da plataforma Paladar, foi igualmente sábio na edição e na escolha da imagem. Aliás, não posso reclamar das fotografias que ilustraram meus textos ao longo desses anos, mostrando principalmente os ambientes. Alex Silva, Felipe Rau, Filipe Araújo, Marcos Mendes, Marcelo Barabani, o próprio Fernando… Dei sorte, porque foi muita gente boa.

A “Eu só queria jantar”, com este nome, e mais ou menos com a abordagem atual (embora eu tenha passado por muitas “fases”), nasceu neste texto aqui, publicado há quase exatos seis anos. O nome (que em seguida foi usado também no blog) traduz o fato de que eu não estava muito interessado em acessórios e supérfluos. Juro que não foi pensando em Jay Jacobs, da Gourmet dos anos 70, e seu “The Man Who Went to Dinner”. Era só uma busca pessoal/profissional, que, vamos lá, pretensiosamente, eu sonhava que fosse ilustrada com flagrantes que expressassem a atmosfera criada por Edward Hopper em suas telas. Sabem um sujeito meio perplexo, aspirando essencialmente a fazer umas boas refeições? Era isso. Era assim que, nos delírios dos tempos pioneiros da coluna, eu imaginava que poderiam ser retratados os salões (obviamente, nem todos). Em suma, todo o blablablá é só para dizer “obrigado” pela bela imagem.

Ficou com água na boca?