Paladar

Luiz Américo Camargo

Eu só queria jantar

Memória de uma costeleta

06 janeiro 2009 | 09:01 por Luiz Américo Camargo

Retomo, desta vez com um exemplo concreto, o tema do post anterior: aquilo que nos marca em uma refeição, os elementos que se tornam a síntese de uma visita. Fui ao Zucco, na Haddock Lobo 1.416 e, a partir do patamar mais básico da opinião (desculpem, é outra referência ao texto logo abaixo), coloco assim:

Nível um, o veredito nu e cru: no balanço final, gostei. Não tem nada a ver com o mais ilustre dos ex-ocupantes do ponto, o francês Café Antiqüe, mas dá a impressão de que terá trajetória digna. O curioso foi reparar na formalidade do público, majoritariamente senhores e senhoras chiques dos Jardins, de 50 a 70 anos, contrastando com uma insólita televisão de plasma sintonizada no canal Fashion TV. Para quê?

Nível dois, o que mais me marcou: fiquei bem impressonado com uma costeleta de porco preparada no forno a lenha, tenra, úmida e desbragadamente suína, no melhor sentido; mas me incomodei com o over-serviço, o superatendimento, tema que já tangenciei no Paladar; eu mal havia esquentado a cadeira, e o garçom, gentilíssimo, me perguntou se eu estava gostando do lugar; alguns minutos depois, quando eu acabava de abocanhar uma focaccia (apenas razoável; a proposta da casa é fazê-la redonda e fina como uma pizza), ele retornou e perguntou como estava sendo o meu jantar; sem contar os comentários do tipo ‘ótima escolha’ para tudo o que eu pedia, achei que nem a água iria escapar (escapou).

Nível três, o porquê: se entrada (a focaccia) e a sobremesa (uma pouco expressiva creme brûlée, de textura erradamente granulosa) não empolgaram, a costeleta suína salvou a noite – assim como a massa que a acompanhava, muito bem feita. Uma cozinha que consegue preparar um prato como esse (a começar pela escolha da matéria-prima e pelo corte da bisteca), com tal precisão e profundidade de sabor, merece ser observada.

Fico por aqui. Se descer mais um nível, aí vira uma crítica inteira.

Ficou com água na boca?