Paladar

Luiz Américo Camargo

Eu só queria jantar

O cru e o cozido (em baixa e em alta temperatura)

01 agosto 2010 | 09:32 por Luiz Américo Camargo

De cabo a rabo: foi assim que Ana Soares, Mara Salles e Neide Rigo investigaram a galinha, em mais uma aula épica do trio. (Quem viu a radiografia da mandioca em 2008 e a saga dos amargos, de 2009, sabe do que estou falando). Helena Rizzo falou dos ‘crus’ com uma profundidade ainda pouco explorada por aqui. O trio RobertoSmeraldi/Roberta Sudbrack/José Barattino, por sua vez, mostrou uma gama de óleos que vão muito além do que está na prateleira dos supermercados. Assim como foi muito interessante o encontro de duas gerações da cozinha mineira: e o pernil à pururuca ao estilo tradicional de Elzinha Nunes conviveu em harmonia com o mignon suíno à baixa temperatura do jovem Felipe ‘Sansão’. 

Estou aqui só resumindo o que foi o segundo dia do Paladar – Cozinha do Brasil. É claro que teve muito mais. Sem contar o encerramento, já tarde da noite, com o jantar de harmonização de perfumes reunindo o americano Chandlerr Burr e os pratos de Simon Lau – ele foi acima das expectativas, que já eram boas. Mas é informação demais. Vou desenvolver ao longo dos dias. E parto agora para o último turno, com grandes aulas também. A primeira delas, promete ‘dar briga’ por causa de açúcar. É a jam session entre a doceira mineira Gasparina Laurentina e o pâtissier normando Fabrice Le Nud.

Ficou com água na boca?