Paladar

Luiz Américo Camargo

Eu só queria jantar

Um novo panorama à italiana?

02 outubro 2011 | 11:24 por Luiz Américo Camargo

Texto Publicado no Paladar de 22/9/2011

Pode parecer que ando repetitivo. De novo falando de trattoria? Mas é porque eu acho que está havendo uma movimentação diferente na cidade. A de investir numa restauração italiana mais despojada do que um ristorante, mais confiável do que uma cantina. E essas duas novidades vêm de chefs já bastante conhecidos.

Mello & Mellão Trattoria – O novo projeto do chef Hamilton Mellão Jr., do SAO, do Sallvattore, do I Vitelloni (onde ainda é sócio), é um tributo a Federico Fellini. A decoração é inspirada por filmes do diretor, com fotos, pôsteres e desenhos do cineasta extraídos de seus sketchbooks. O cardápio toma por base o receituário de várias regiões italianas, inclusive a Emilia-Romagna de Fellini. E, no geral, trabalha com preços bastante camaradas, em atmosfera muito cordial.

O couvert, destacando antepastos e (bons) pães, custa R$ 4,50. As massas, feitas na casa, custam em torno de R$ 30; os demais pratos, no geral, ficam abaixo de R$ 40. E a cozinha se sai bem em sugestões como o trofie com pesto à genovesa (R$ 31) ou no fusilli com linguiça (sugestão do almoço executivo durante a semana, R$ 34, com entrada e sobremesa). Mas ainda desliza um pouco na potência e no sal de itens como orecchiette com ragu de mostarda, linguiça e feijões borlotti (R$ 28) e na paleta de cordeiro com alcachofras (R$ 42).

Por que este restaurante? É uma novidade de um chef famoso.

Vale? Gostei mais do espírito da casa e da pesquisa do cardápio do que da comida. Mas, aprimorando um pouco mais, e considerando que é possível fazer uma refeição por menos de R$ 70, vale.

Trattoria Picchi – Esta casa é também rotisseria e tem inspiração toscana, no cardápio e na ambientação – ainda que flerte com outras regiões do norte da Itália. Endereço mais informal do chef Pier Paolo Picchi, a nova trattoria apresenta uma cozinha de estilo mais rústico, mas tecnicamente bem realizada.

Há antepastos (R$ 8,80 cada 100g) saborosos: sardinhas marinadas (in saor), bacalhau à vicentina, alcachofrinhas em conserva e outros mais. Pratos substanciosos revistos com muita sutileza, como a porchetta (R$ 45) e a dobradinha (R$ 45, servida com coxa de pato). E, como é característico do chef, massas frescas executadas com muita precisão, feitas numa sala à vista dos clientes: o agnolotti dal plin ao molho de manteiga e sálvia (R$ 39), por exemplo, foi uma das melhores que provei ultimamente.

Por que este restaurante? É a nova casa de um chef de alta técnica, também dono do ristorante Picchi.

Vale? Come-se bem abaixo de R$ 90 e tem almoço executivo por R$ 32. Vale.

Mello & Mellão Trattoria R. Pais de Araújo, 184, Itaim, 3078-0812. 12h/15h e das 19h/23h30 (dom., das 12h/16h)
Trattoria Rosticceria Picchi R. Eduardo de S. Aranha, 318, V. Olímpia, 3842-9000. 12h/0h (fecha 2ª)

Ficou com água na boca?