Paladar

Luiz Américo Camargo

Eu só queria jantar

Vapor & azeite

13 abril 2010 | 09:00 por Luiz Américo Camargo

No blog de François Simon, o crítico do Figaro, checo o canal ‘Mes 10 Restos du Moment’. E entre os lugares preferidos desta temporada (Simon, referência para todos os jornalistas de gastronomia, obviamente vai mudando sua lista) encontro o 21, um bistrôzinho da Rue Mazarine. É mesmo um excelente endereço.

Trata-se de um restaurante apertado, ainda que aconchegante, comandado por um chef relativamente famoso em Paris, Paul Minchelli. Num post antigo tratando sobre serviço, lembro de ter comentado aqui no blog a desenvoltura do responsável pelo salão. Sozinho, ele atendia telefone e fazia reservas, recebia os clientes, tirava os pedidos. Um sujeito educado e altivo, que parecia não ter nenhuma dúvida sobre seu trabalho: tudo ele resolvia ali, na hora.

Mas sobre a cozinha de Minchelli, o que mais me chamou a atenção foi a abordagem, digamos, pouco intervencionista. De entrada, arenque marinado, uma pequena porção. Como prato, um filé de turbot, feito no vapor e servido com um pouco de um excelente azeite, ao lado de mini-legumes. Nenhum truque, nenhum contorno ou acessório querendo ofuscar o ingrediente principal. Le 21 não é barato, comparado com outros bistrôs de sua categoria. Mas certamente merece a visita.

Gostaria que esse ponto de vista da gastronomia – simplicidade, valorização do produto – se difundisse mais pelas cozinhas de São Paulo. Especialmente no trato com os pescados.

A lista dos outros preferidos ‘do momento’ de Simon e mais informações sobre Le 21? Aqui.

Ficou com água na boca?