Paladar

Luiz Horta

Longa viagem no tempo

05 março 2009 | 16:37 por Luiz Horta

Fui convidado por Jacques Trefois, consultor de vinhos naturais da World Wine, para uma vertical de Chateau Le Puy. A propriedade é em Bordeaux, mas por confusões da legislação não recebe o direito ao uso da denominação de origem (que não faz falta alguma, no caso deles). O casal Amoreau é uma simpatia. Ano passado almocei com eles, bebemos um vinho da minha idade e, vendo a minha emoção, eles me mandaram garrafa idêntica depois, com dedicatória, uma delicadeza.

Trefois
Jacques Trefois

A ideia do Trefois era desmontar a crença que os vinhos naturais, pelo uso moderado ou uso algum, conforme o produtor, de SO2, não durariam. Isto ficou provado, pois os vinhos, que iam de 1967 a 2004, estavam vivos, alguns bem evoluídos, outros descendo a serra e uns vivíssimos, mostrando as variações de anos bons ou ruins, mas nenhum estava decaído pela quase ausência do dióxido de enxofre na hora da vinificação. Em seguida posto um pequeno comentário sobre cada vinho.

Ficou com água na boca?