Paladar

Luiz Horta

Marchinha de Carnaval

14 fevereiro 2010 | 22:05 por Luiz Horta

Estava aqui ontem planejando uma das próximas “Viagens engarrafadas de Glupt”, sobre a Áustria (breve no Paladar), quando ploft, caiu e quebrou justamente a taça de Grüner.

Uns dois anos atrás, Mr.Riedel esteve em São Paulo apresentando suas intermináveis coleções de cristais. Eu perguntei (sendo ele austríaco):”não tem para Grüner Veltliner?”. Ele, com toda aquela “simpatia” de dobermann, mordeu um assistente e mandou: ‘providencie uma para este senhor”.

Passados uns 2 meses recebi em casa uma caixa de presente com uma taça para GV, que é a mesma da Sauvignon Blanc, apenas com uma haste verde.

Como, apesar do preço, são mesmo as melhores, até quebrada ficou linda, num estilo Santiago Calatrava. Cantei: “foi um Riedel que passou em minha vida…” e segui em frente. Achei uma boa maneira de começar o Ano Novo chinês (e a quaresma) deixando coisas velhas no passado e cuidando do essencial.

Ficou com água na boca?