Paladar

Luiz Horta

O crítico de Oz

19 fevereiro 2011 | 14:59 por Luiz Horta

Oz Clarke andou pelo sul e deu uma entrevista excelente ao Zero Hora. Falou uma coisa que eu sambei quando li, basicamente: os produtores brasileiros deviam fazer mais vinhos sem madeira, com muita fruta, na faixa de R$ 12 e mais brancos! Pois estes vinhos seriam atraentes para nossa comida, nossos bolsos e para o bebedor recente, que não espera complexidade bordalesa do que bebe. E sem a madeira o custo despenca, pois o carvalho é muito caro.
O paradoxo, que me deixa encafifado, é que há um mercado gigante aqui, tão grande e desejado, que chusmas, resmas, cáfilas e enxames de produtores, enólogos, diretores de vinícolas não param de visitar o país. O mundo dos vinhos sonha em vender garrafas para o Brasil. E o Brasil, o que faz? Investe pesado para vender em Londres. Tem um vetor errado aí.

Ficou com água na boca?