Paladar

Luiz Horta

Outro caviste

20 dezembro 2008 | 22:13 por Luiz Horta

O segundo caviste do dia a gente nunca esquece.

Fui ao Verre Volé, lindo lugarzinho perto do Canal Saint Martin (ia dizer bucólico, mas porque todo canal tem que ser bucólico? O clichê sobe pelas pernas como a hera daninha).

Era de manhã, estava gelado e ensolarado, mistura perfeita e fui escutando umas músicas no ipod. Entrei, dei os bons dias e rumei para a prateleira.

O dono ficou gesticulando, pelejando para atrair minha atençao. Reagi mentalmente: “Nao estou te vendo, nao estou vendo, nao…” Tive que tirar o fone.

Ele: “Você fica com este negócio no ouvido, como vamos conversar?”. Fiquei muito sem graça, acho que ruborizei. Tentei sair à francesa, apesar do país não ajudar. Respondi que meu francês nao era bom e tal.

Ele nao se deu por convencido, falou bem rápido algo no estilo: estes gringos escravos da eletrônica.

Paguei meu Rhône Oratoire de Saint Martin, 8 euros e 90 e fugi depressa. Ou como escreveu Shakespeare, numa das mais famosas notações de palco: “sairam perseguidos por um urso”. Foi quase.