Paladar

Luiz Horta

Páscoa típica

04 abril 2010 | 15:42 por Luiz Horta

Aqui em casa não teve bacalhoada, teve haddockada. Estou brincando com o “típica” no título, claro. Era haddock com um coulis muito fresco de tomates, completamente fora das tradições pascoalinas. Um patê de pato e uns queijos. Parecia a Páscoa na Finlandia…para acompanhar, oscilei entre um Riesling de Washington (o St Michelle, feito nos Estados Unidos pelo Ernie Loosen) e um Fino Barbadillo. O Fino ganhou disparado, estava aberto na geladeira por 3 semanas e adquirindo virtudes e complexidades.
Duas crenças erradas dançaram: a de que Jerez Fino quando aberto tem que ser consumido no mesmo dia e a de que haddock é um peixe demasiado forte. Bem feito o haddock é delicado, de carne macia e só ligeiramente defumado. Foi uma harmonização moderna pedagógica.

Feliz Páscoa para todos!

Ficou com água na boca?