Paladar

Luiz Horta

Prêmio Glupt! inesperado

10 dezembro 2008 | 01:48 por Luiz Horta


Estava aqui cruamente labutando na minha lista de Sísifo de vinhos do ano, quando me deu um estalo.
O país que mais me impressionou no 2008 vinícola, o mais destacado em boas ofertas a bom preço, o que teve mais vinhos memoráveis, que soube recuperar o prestígio de regiões em declínio e inventar novas zonas de plantio e produção, que tem um movimento ativo de orgânicos, que não teve medo de pensar sobre as certezas e colocá-las em questão, que voltou ao apogeu, este país foi…a França!
Fiquei boquiaberto com esta constatação. Mas fazer o quê? A segunda pátria de todo intelectual, aquele lugar que amamos detestar, a Argentina da Europa em antipatia, eis a vencedora: a França.
Buf!

Ficou com água na boca?