Paladar

Luiz Horta

Singela lista

09 junho 2010 | 00:03 por Luiz Horta

A Ikuyo, leitora de muito tempo do Glupt! pede umas sugestões para o Encontro Mistral, que termina hoje, 4a feira. Eu adoro listas, fazê-las e lê-las e me animei a dizer alguns vinhos imperdíveis até agora, nos meus 2 dias nadando naquela piscina sem bordas. Um adendo, o Encontro deste ano está o melhor, bem organizado, não muito cheio, espaço, serviço de taças sem reparos. Faltam só umas cadeiras, eu posso andar e andar, mas me coloca 15 minutos de pé parado e pifo. Vira e mexe corro para o stand dos Pisano e roubo a cadeira de Fabiana Bracco (que me trouxe um doce de leite uruguaio que etc e panz!)

O que mais gostei e recomendo, sem ordem de favoritismo:
Madeira 10 anos Malvasia Blandy’s.
Passopisciaro Guardiola, o espetacular Chardonnay sem madeira do Etna, plantado em solo vulcânico pelo doidão Andrea Franchetti.
Château Le Goleyant de Haute-Serre (um vinho de preço excepcional, cerca de 50 reais, um Malbec de Cahors).
Masi Grandarella Apassimento.
Castello di Ama Chianti Classico.
Terre Brune Santadi.
Vin Santo Isole e Olena.
Calda Bordaleza Campolargo (que tem o rótulo mais genial, feio e antigo em tipografia, um achado e o vinho é incrível).
Quinta do Vesúvio (o tranquilo, não o Porto, que também é fantástico).
O branco novidade do Pesquera, feito com Airen, mas os tintos todos deles também.
Paisajes y Vinedos 7 e 8, o 7 uma Garnacha atípica da Rioja, o 8 um Tempranillo moderno e finíssimo feito por Miguel Angel Gregorio, do Allende e Calvario.
O Anima Negra do doidão master Miquelangel Cerdá. Meia hora de prosa com ele é uma iluminação.
Tokaj Furmint Late Harvest (curiosa versão mais light dos Tokajs, mais uma invenção do Vega Sicilia).
Fabula, o Late Harvest de Torrontés da Pisano.

Ficou com água na boca?