Paladar

Luiz Horta

Uma taça com…Cartier-Bresson

20 janeiro 2009 | 12:53 por Luiz Horta

O momento é de otimismo moderado. Cartier-Bresson foi um fotógrafo com esta mesma qualidade. Fixou cenas do cotidiano em que o ser humano, este descalabro, era mostrado como o outro, alguém próximo com quem podemos ter empatia e por quem é possível sentir simpatia. A tradução de compaixão em imagens.

Ficou com água na boca?