Paladar

Luiz Horta

Vende-se embaixada, pouco uso

14 janeiro 2009 | 13:06 por Luiz Horta

Eu era embaixador de Glotonia para a região, como consta no meu perfil neste blog.

Ontem, ainda sem explicação, o país criado e gerido pelos dois porquinhos David de Jorge e Hasier Etxberria, os dois mais loucos bascos de quantos há, sumiu.

Fiquei aqui sem saber o que fazer. Todos os documentos oficiais, queimei. Entreguei as condecorações e devolvi o carro chapa azul alugado. Reina a perplexidade na embaixada de Glotonia em São Paulo. Já nem sei se tenho direito ao título de senhor embaixador e a furar fila de sorveteiro e pipoqueiro, coisas que a imunidade permitia. Por precaução, esvaziei a adega diplomática, com suas dezenas de garrafas de Txacoli. E agora espero.