Paladar

O Cachacier

Tudo sobre cachaça, por Mauricio Maia

O ano da valorização da cachaça

Difusão de informação, valorização do produto e do serviço e o reconhecimento de sua qualidade estão entre os fatos que marcaram o ano do destilado nacional

26 dezembro 2016 | 16:07 por Mauricio Maia

Seria impossível, pelo menos para mim, pensar em 2016 sem reconhecer que foi um ano de ouro para a cachaça. Difusão de informação, valorização do produto e do serviço e o reconhecimento de sua qualidade, estão entre os fatos que marcaram o ano do destilado nacional.

O ano de 2016 já começou em ritmo acelerado se considerarmos a publicação do II Ranking de Cachaças da Cúpula da Cachaça, em janeiro, que destacou as 50 melhores cachaças do País, numa iniciativa da Cúpula da Cachaça com o apoio exclusivo do Paladar. Esta edição contou com um número recorde de votantes, foram mais de 20.000 votos, mais de 1000 marcas citadas. Um crescimento assombroso em relação a 1ª edição realizada em 2014.

Aos poucos o consumidor vem deixando de lado antigos preconceitos e abraçando o que de melhor a cachaça pode oferecer, sua pureza, suas madeiras, seus aromas e sabores que tanto o distinguem de qualquer outro destilado.

CACHAÇAS,MELHORES,RANKING

O mercado viu aparecerem por todo o País cursos de especialização no setor, desde a formação de mestres alambiqueiros, sommeliers, master blenders, ou somente cursos voltados ao apreciador que quer saber um pouco mais sobre o que está em seu copo. Foi um ano de difusão de informações. O que talvez tenha contribuído, e muito, para a quebra de tais preconceitos. Não poderia deixar de citar a vinda deste blog para o portal do Paladar, ocupando um espaço de destaque e que muito contribui para a difusão da cultura que permeia nossa branquinha.

E encerramos o ano ainda em alta velocidade com a realização da Cachaça Week, onde durante uma semana, São Paulo e Rio de Janeiro, com seus melhore bares e restaurantes ficaram mobilizados em torno da cachaça com palestras, workshops e a criação de coquetéis exclusivos com o destilado da cana de açúcar. Enfim, mais informação. Sem esquecer da grande conquista dos pequenos produtores de cachaça de alambique com a volta do setor ao regime tributário simplificado, o Simples.

O próximo ano promete! Que venha 2017!

Saúde!

 

Tags:

Ficou com água na boca?